200 anos de publicação de Frankenstein

200 anos de publicação de Frankenstein

COLÉGIO SANTA MARIA

17 de dezembro de 2018 | 09h44

 Autoria: Maria Carolina Biscaia

Espaço da biblioteca todo ocupado pela exposição

Duzentos anos depois da publicação de Frankenstein, de Mary Shelley, é impressionante observar o brilho nos olhos dos leitores ao se depararem com os dramas da Criatura. Fica impossível não se perguntar: o que faz uma obra ter seu encanto preservado após tanto tempo de sua criação em um mundo marcado pelos traços ligeiros da efemeridade?

 

Talvez o verniz do texto se mantenha tão fresco pelo vigor com que a autora trata de assuntos humanos atemporais e densos. A obra suscita a discussão sobre a importância da família, da paternidade, do aconchego, do lar. Discute também os padrões estéticos, a supra valorização da beleza em detrimento das atitudes, os julgamentos precipitados. Discute entre tantas outras coisas sobre os limites, ou não, da Ciência, do homem como criador, da vida.

 

Com tantas possibilidades, os alunos do 7º ano do Colégio Santa Maria montaram uma grande exposição na Biblioteca Padre Moreau para celebrar os duzentos anos de publicação de Frankenstein.

 

A exposição foi visitada por alunos de todas as idades e os do Ensino Fundamental II contaram com a monitoria dos anfitriões do 7º ano. O resultado não poderia ser melhor. Foram muitos jogos montados para mostrar aos visitantes de maneira lúdica a grandiosidade do texto.

 

Abaixo podemos ver como os alunos se saíram em alguns dos jogos.

Caixa com as peças de um dos jogos montados pelos alunos.

 

 

 

      

Alunos jogando!

Tudo o que sabemos sobre:

Colégio Santa MariaFrankenstein

Tendências: