Contribuições do ensino bilíngue para o desenvolvimento infantil

Colégio Santa Amália

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

ou Assinar a partir de R$1,90

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

ou Assinar a partir de R$1,90

Restam 4 de 5 matérias gratuitas no mês

ou Assinar a partir de R$1,90

Essa é sua última matéria grátis do mês

ou Assinar a partir de R$1,90

Andréia Aguirre Silva*

A busca por escolas bilíngues tem crescido atualmente, pois vivemos um momento em que os pais buscam oferecer um diferencial na educação de seus filhos para garantir-lhes um futuro promissor.

A educação bilíngue traz inúmeros benefícios para o desenvolvimento dos pequenos – e que vão muito além do aprendizado de uma nova língua.

Especialistas, defensores do bilinguismo na infância, declaram que crianças expostas a esse aprendizado demonstram melhor desenvolvimento em diversas áreas do conhecimento, como a cognitiva e a social.

A infância é o período de adaptação das crianças ao meio, portanto, aprender uma segunda língua nessa fase auxilia no rápido desenvolvimento cerebral. Quanto mais estímulos a criança obtiver, maiores serão as chances de ampliar suas conexões neuronais, facilitando, assim, o seu aprendizado.

Alunos_Sala-de-Aula_2

É necessário que a criança não veja o estudo bilíngue como uma obrigação, mas sim como algo que o entretenha, sem cobranças. O fato de se apropriar de outro idioma sem se preocupar com os mecanismos linguísticos, confere a ela uma aprendizagem natural e com a vantagem de se ter o desenvolvimento do aparelho fonador voltado para os fonemas específicos da língua. Aos poucos, a nova língua vai fazendo parte de seu dia-a-dia e se transforma em algo natural. Atividades lúdicas como cantar, dançar e desenhar são um grande estímulo para que as crianças se soltem e consigam aprender um novo idioma.

É através da metodologia Maple Bear – desenvolvida por educadores norte-americanos, que se apoiaram em mais de 40 anos de experiência em bilingüismo e na metodologia aplicada em escolas do Canadá – que o Colégio Santa Amália, unidade Tatuapé, atua para crianças de Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II, facilitando o progresso e o contato com outro idioma, no caso o inglês. O método se propõe a construir uma base sólida para cada aspecto do desenvolvimento dos alunos: intelectual, criativo, emocional, social e físico, além de fornecer um pilar concreto para uma aprendizagem mais estimulante e eficaz.

O bilinguismo, além de ajudar no aprendizado de uma nova língua e facilitar a comunicação, auxilia:

Na concentração, pois a criança precisa estar mais atenta ao falar um novo idioma, ou seja, melhora consideravelmente as habilidades cognitivas;

Na bagagem cultural da criança, uma vez que ela terá contato com outras tradições e comportamentos;

Na criatividade, já que a criança terá uma maior percepção ao ter acesso a mais informações;

 Em oportunidades, pois o mercado de trabalho exige cada vez mais dos que procuram uma vaga, esse é um diferencial.

Crianças que já estudavam em escolas monolíngues e querem estudar em uma bilíngue podem se adaptar sem problema algum ao novo espaço escolar, basta ter acesso a um processo de imersão que, assim como dito, deve ocorrer naturalmente, por meio de ações interativas.

*Andréia Aguirre Silva – Especialista em bilinguismo e vice-diretora do Colégio Santa Amália – Unidade Tatuapé

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Siga o Estadão