A importância do letramento na Educação Infantil
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A importância do letramento na Educação Infantil

Colégio Salesiano

14 Março 2018 | 15h58

Por Angélica Biazioli*

O letramento começa muito antes de a criança pegar um lápis ou conhecer as letras e as formas de escrever. A partir das vivências cotidianas com a família e com a sociedade, os pequenos participam de tal prática de maneira intensa em diversas situações, como no contato com materiais escritos em lugares diversos e de variadas formas.

O Infantil também é espaço propício para esse trabalho, em que todo conhecimento adquirido será contextualizado e compreendido segundo a função que ocupa na sociedade. Ao longo dos séculos, desde o Brasil Colônia, enfrentamos o problema de alfabetizar, de ensinar as pessoas a ler e escrever. Pessoas se alfabetizam, aprendem a ler e a escrever, mas não necessariamente incorporam a prática da leitura e da escrita. Não adquirem competência para envolver-se com as práticas sociais de escrita: não leem livros, jornais, revistas; não sabem redigir um ofício, um requerimento, uma declaração; sentem dificuldade em encontrar informações numa conta de luz, num contrato, etc.

O letramento, por sua vez, focaliza os aspectos sócio-históricos da aquisição da escrita. Entre outros casos, procura estudar e descrever o que ocorre nas sociedades quando adotam um sistema de escrita de maneira restrita ou generalizada: procura ainda saber quais práticas psicossociais substituem as práticas letradas em sociedades ágrafas. Desse modo, o letramento tem por objetivo investigar não somente quem é alfabetizado, mas também quem não é alfabetizado, e, nesse sentido, desliga-se de verificar o individual e centraliza-se no social. (TFOUNI, 1995; p09).

Imagem: *Freepik

A aprendizagem da linguagem oral e escrita é de fundamental importância para as crianças ampliarem suas possibilidades de imersão e participação nas práticas sociais. As crianças têm a necessidade de estar próximas às pessoas, interagindo e aprendendo com elas, proporcionando segurança para se expressar e descobertas de diferentes gêneros culturais.

Segundo D’Espíndola (2010), o letramento é cultural, por isso muitas crianças já vão para a escola com o conhecimento obtido de maneira informal, absorvido no cotidiano, deixando assim o aprendizado baseado na contextualização e não mais um aprendizado automático e repetitivo.

A Educação Infantil é uma etapa fundamental do desenvolvimento escolar das crianças. Nessa fase, elas recebem informações sobre a escrita, quando brincam com os sons das palavras, reconhecendo semelhanças e diferenças entre os termos, quando manuseiam diferentes tipos de materiais escritos, como revista, livros e gibis, em momentos em que o professor lê textos para os alunos e/ ou escreve os textos produzidos oralmente. Com essa familiaridade com o mundo dos textos proporcionamos uma maior interação na sociedade letrada.

Quando na Educação Infantil, o professor ensina o nome para os alunos já está ajudando o aluno a comparar e relacionar o seu nome com os dos outros colegas. O incentivo para conhecer o mundo letrado deve ser apresentado na Educação Infantil por meio de leituras para que, mais adiante, na sua vida escolar, as crianças sejam capazes de estabelecer relações, assumir uma posição crítica, confrontar ideias. O ambiente da Educação Infantil deve estimular na criança o desejo de querer aprender a ler e a escrever.

Conseguimos perceber que o letramento entra na vida da criança desde o primeiro momento do contato com a linguagem escrita e oral, percebendo a sua função.

Podemos constatar que o letramento tem grande influência dentro de cada criança desde a primeira infância. Posso afirmar que as crianças que convivem e têm acesso ao mundo letrado, desenvolvem-se muito quanto a questões de linguagem, pensamento lógico e crítico, pois desde cedo aprendem a ler o mundo. Notamos isso quando um aluno faz uma pseudoleitura dos livros, isto é, quando conta a história do livro lendo somente as imagens e imitando a leitura.

Percebemos que com o letramento, a linguagem das crianças aumenta o tempo todo, pois elas querem se comunicar e compreender a comunicação das outras pessoas. É possível perceber também o desenvolvimento motor, uma vez que os alunos se movimentam com maior desenvoltura, pois entrando em contato com materiais diversos como massinha de modelar, rasgadura, amasse de papel, colagem, pintura, entre outras, a criança aprende a manipular esses materiais ao mesmo tempo em que desenvolvem a sua coordenação motora e seu equilíbrio.

Concluindo, o letramento na Educação Infantil é muito importante, pois estimula a participação ativa no processo educacional e contribui para a futura formação leitora da criança, além de auxiliá-la na alfabetização e visão do mundo.

 

*Angélica Biazioli é Coordenadora Pedagógica da Educação Infantil e Ensino Fundamental I do Colégio Liceu Coração de Jesus.