Experiência internacional é diferencial na formação de alunos e escolha da graduação

Experiência internacional é diferencial na formação de alunos e escolha da graduação

Aumento na procura por graduação no exterior estimula famílias a priorizarem experiências internacionais nas escolas

Colégio Rio Branco

24 de outubro de 2019 | 17h34

Segundo dados da pesquisa Selo Belta 2019, divulgada pela Associação das Agências Brasileiras de Intercâmbio (Belta), a procura de brasileiros por graduação no exterior cresceu 38% em 2018, em comparação  ao ano anterior. Muitas famílias consideram a possibilidade de enviar os filhos para fora do país como um projeto de vida e podem priorizar a escolha por escolas que propõem trocas culturais e parcerias com programas internacionais.

A preocupação com o futuro do Brasil, o atual contexto político-econômico e o próprio desejo de ampliar o repertório sociocultural dos filhos estão entre algumas das razões.

Além da formação global e humanística, a internacionalização é uma tradição e um dos principais norteadores do trabalho realizado pelo Colégio Rio Branco, tanto para a formação de seus alunos, como dos educadores.

Todos os anos, a instituição realiza inúmeras atividades, viagens, intercâmbios e parcerias que oferecem subsídios pedagógicos para o ensino e aprendizagem, que além das experiências adquiridas, também permitem aos estudantes, o ingresso em universidades internacionais para graduação no exterior.

Inspiração internacional desde cedo
Em todas as etapas da Educação infantil, o colégio utiliza abordagens pedagógicas internacionais, entre elas, as práticas diferenciadas das escolas de Reggio Emilia, na Itália – uma referência mundial em educação para crianças. O Rio Branco também proporciona a imersão parcial na Língua Inglesa, com a vivência do idioma nas atividades cotidianas.

Para ampliar a oportunidade de exposição das crianças à língua, o Período Integral Modular Bilíngue é uma opção que oferece comunicação em inglês com oficinas temáticas, que podem envolver culinária, leitura, contação e dramatização de histórias, jardinagem, modelagem, construção de objetos e o snack time – a hora do lanche.

Construindo sonhos
Educar também é apoiar a construção do futuro dos alunos. Por isso, as crianças e os jovens são estimulados a atuar com protagonismo e responsabilidade em seus projetos de vida. As vivências internacionais são cuidadosamente pensadas e planejadas pela equipe de educadores e os alunos encontram na escola o apoio para buscar sonhos, inclusive no exterior.

O Departamento de Estudos Internacionais do Colégio Rio Branco já auxiliou alunos em processos para instituições dos Estados Unidos e outros 20 países, dentre eles Canadá, França, Austrália, Alemanha, Espanha, Portugal e China. A área também oferece consultoria, atendimento individual focada no projeto de cada aluno, apoio na construção do currículo e carta de apresentação, oficinas e simulados para preparar os alunos para as provas, conversas com educadores e gestores de universidades estrangeiras como Yale, Princeton, Columbia, entre outras.

Dados levantados pelo departamento mostram que 57% dos alunos indicam interesse ou intenção de fazer graduação no exterior. “O desejo parte tanto dos estudantes que buscam se destacar na sua formação quanto dos pais, que muitas vezes querem oferecer aos filhos uma oportunidade que não tiveram”, explica a coordenadora do departamento, Renata Condi de Souza.

O colégio também busca oferecer momentos de internacionalização dentro da grade curricular, com parcerias internacionais e ensino reforçado de inglês e espanhol. Para David Alcalay, ex-aluno do colégio, esse incentivo foi o que garantiu a ele a chance de cursar graduação em Portugal. “A escola teve um papel essencial, pois deu acesso a informações importantes sobre a vida em outro país.” Atualmente, ele faz gestão industrial e conseguiu, junto ao Rio Branco, cursar um semestre universitário para fazer a equivalência das disciplinas antes de embarcar para a Europa.

“É um desafio entrar como estrangeiro em uma universidade, por isso recomendo para quem tem esse desejo buscar o máximo de orientação e apoio do colégio antes de iniciar o curso de verdade.”

Intercâmbios de curta duração
Essa é uma oportunidade especial para alunos do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, que integram grupos de pesquisa acadêmica e científica.

Operation Wallacea
Os alunos integraram expedições científicas para países como Honduras e África do Sul nos últimos anos, acompanhados por pesquisadores do mundo todo, que projetam e aplicam programas de pesquisa da biodiversidade e gestão de conservação.

California Teen
Intercâmbio de férias na Califórnia com atividades culturais e visita nas principais universidades da região. O Colégio Rio Branco, em parceria com a SD Travel, apresenta o programa de intercâmbio California Teen, em janeiro de 2020, para alunos do 9º ano do Ensino Fundamental à 2ª série do Ensino Médio (mínimo 14 anos de idade). O programa promove o desenvolvimento na língua inglesa com foco em carreiras específicas, como Inglês para Administração, Inglês para Direito, Inglês para Engenharia e Inglês para Medicina, ou o aperfeiçoamento no idioma.

BCI Leaders Camp
Os alunos participam de atividades acadêmicas nas melhores universidades do mundo – Harvard, MIT e Bentley University.

Para o estudante Lucas Haddad Coscelli, 13 anos, da 7° ano do Ensino Fundamental da unidade Granja Vianna, a experiência no BCI em julho de 2019 foi reveladora e um caminho para direcionar sua formação escolar.

“Ainda não sei que curso vou fazer na faculdade, mas participar do projeto abriu muitas ideias. Agora, sei que posso concorrer a bolsas de estudos e percebi que meu nível de inglês me permite acompanhar aulas fora daqui.”

Parcerias
O Colégio Rio Branco é um parceiro oficial da Finlândia, mantendo um estreito relacionamento com seus órgãos oficiais, como o Ministério da Educação e a Embaixada da Finlândia no Brasil, além de instituições de educação do país, como a Tampere University of Applied Sciences – TAMK.

 

A parceria com a TAMK promove o programa “Educadores para o século XXI”, voltado para professores das unidades Higienópolis e Granja Vianna, contemplando todos os segmentos educacionais. O programa de formação docente é realizado ao longo de 18 meses e aborda temas como “Competências para a educação no século XXI”, “Uso da Tecnologia na Educação” e “Resultados e Avaliação em Educação”, o que impacta diretamente a dinâmica e o dia a dia em sala de aula.

O colégio também mantém um relacionamento com pesquisadores de Harvard há mais de uma década. Essa parceria surgiu a partir de viagens de benchmarking e da constante presença da instituição em projetos de desenvolvimento profissional da Harvard Graduate School of Education. A instituição participa de discussões que trazem o que há de mais moderno em educação. Temas como Aprimoramento da Qualidade em Educação; Mente, Cérebro e Educação; Ambientes de Aprendizagem para o Amanhã;  Liderança em Educação e Redesenhando o Ensino Médio, já foram abordados. Os alunos também têm a oportunidade de participar de projetos e metodologias oriundos da universidade.

Módulos Universitários: um passo para o amanhã
O Colégio Rio Branco também oferece aos estudantes do Ensino Médio, como atividade opcional, os Módulos Universitários, que permitem aos alunos uma projeção mais ampla de seu futuro e uma pré-experiência com o ambiente acadêmico do ensino superior.

A partir dessa vivência diferenciada, os jovens têm a oportunidade de aprofundar conhecimentos acadêmicos, que os apoiarão na escolha de uma carreira, seja em universidades brasileiras ou do exterior.

Com metodologia dinâmica e conteúdos globais, os Módulos Universitários são cursos certificados e de curta duração que acontecem no período da tarde, ministrados por professores de universidades e profissionais de destaque, abordando temas que contemplam áreas como a Economia, o Direito, as Relações Internacionais, Marketing e Comunicação e outros que envolvem tecnologia, empreendedorismo, iniciação científica e responsabilidade socioambiental. Todos com embasamento teórico e simulações práticas.

 

Tendências: