Dia do Surdo Rio Branco: Evento amplia oportunidades de inclusão da comunidade surda

Dia do Surdo Rio Branco: Evento amplia oportunidades de inclusão da comunidade surda

Colégio Rio Branco

28 Setembro 2016 | 18h26

divulgação Dia do Surdo
Nas instituições de ensino Rio Branco, o trabalho de educação e inclusão de surdos, por meio da Língua Brasileira de Sinais (Libras), é muito mais do que um valor, é parte fundamental de sua cultura. No próximo dia 30 de setembro, sexta-feira, das 14h às 17h, o Centro de Educação para Surdos Rio Branco (CES) realiza o “17o Encontro Comemorativo ao Dia do Surdo,  no Auditório Norton Severo Baptista, Rodovia Raposo Tavares km 24, Granja Vianna,  Cotia – SP.

Direcionado a população surda e interessados, o evento é gratuito e tem a intenção de ampliar oportunidades culturais, sociais, além de dar voz à comunidade surda.

“O surdo, enquanto indivíduo atuante, precisa de espaço e oportunidade de mostrar a sua cultura, sua língua, peculiaridades e habilidades, bem como ter acesso a produções acessíveis”, afirma Sabine Vergamini diretora do CES.

O evento, organizado em duas etapas, é gratuito e contempla diferentes faixas etárias e contará com apresentações culturais e a presença de artistas profissionais e amadores, além de atividades lúdicas e recreativas para crianças até 10 (dez) anos.

Como funciona o trabalho do Colégio Rio Branco em parceria com o Centro de Educação para Surdos Rio Branco:

O Colégio Rio Branco, unidade Higienópolis, em parceria com o Centro de Educação para Surdos Rio Branco (CES), oferece vagas para o Maternal, Jardim I e II, e 1º ano do Ensino Fundamental, para crianças surdas. A escola conta com salas de aula bilíngues que integram alunos, professores, colaboradores e família, valorizando a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Os alunos surdos estudam em turmas específicas até o 5º ano do Ensino Fundamental, período em que são alfabetizados em Libras, como primeira língua, e Português escrito, como segunda, no currículo escolar.  Na série seguinte, já com a identidade surda fortalecida, são integrados nas turmas regulares junto com alunos ouvintes, dispondo sempre de intérpretes em sala de aula, integralmente, num grande projeto de inclusão e integração.

Além da unidade Higienópolis, o Centro de Educação para Surdos Rio Branco, localizado na Granja Viana, região de Cotia, disponibiliza vagas para surdos de zero ano até a 5ª série do Ensino Fundamental, integrando-os, mediante o mesmo processo, na unidade Granja Vianna, do Colégio.

Para esses alunos, a instituição trabalha com o sistema de análise socioeconômica, mas a maioria dos alunos surdos têm bolsas de até 100%. Muitas crianças começam estudando no CES durante a infância, depois no Colégio Rio Branco, e posteriormente, nas Faculdades Integradas Rio Branco, completando todos os ciclos educacionais – sendo assim, preparados e qualificados para o mercado de trabalho.

A cultura surda e o aprendizado da Língua Brasileira de Sinais (Libras) é o principal projeto de inclusão da instituição. É uma das marcas e está na natureza da instituição há décadas, sendo um grande orgulho, já que alunos e profissionais convivem harmoniosamente. O Colégio também tem disponível em sua grade, o curso de Libras como uma de suas atividades extracurriculares – sendo inclusive, muito procurada por alunos ouvintes de diferentes idades e suas famílias.

O Centro de Educação para Surdos Rio Branco (CES) é um dos braços sociais da Fundação de Rotarianos de São Paulo. Há mais de 35 anos, destaca-se como uma referência nacional e internacional no ensino em Libras, promovendo o respeito, a diversidade sociocultural e linguística, e a inclusão, por meio do trabalho educacional.

Conheça o trabalho e divulgue a cultura surda: www.ces.org.br