Cobertor e pipoca! Professores indicam séries, filmes e documentários

Cobertor e pipoca! Professores indicam séries, filmes e documentários

Entre lançamentos e clássicos do cinema, os títulos abordam desde o papel da mulher na sociedade, tecnologia, corpo humano e meio ambiente até histórias de super-heróis.

Colégio Rio Branco

28 de julho de 2021 | 12h35

As férias já estão quase no final, mas ainda dá tempo de colocar em dia alguns filmes e séries que ficaram parados na lista de interesse, adicionar outros e aproveitar o friozinho debaixo das cobertas.

Manter hábitos culturais de entretenimento ajuda a ampliar o repertório e vocabulário das crianças e adolescentes, melhorar conexões entre assuntos discutidos em aula e na atualidade, auxiliar no aprendizado de idiomas, desenvolver o senso crítico e obter subsídios para uma melhor compreensão de textos e argumentação para redações, prática que contribui, também, com vestibulares e Enem.

Confira agora as indicações de professores e coordenadores de diferentes áreas, das unidades Higienópolis e Granja Vianna, para assistir com a família e, de quebra, ainda aprender mais sobre vários assuntos importantes. Entre as opções de produções nacionais e internacionais, estão temas que abordam desde o meio ambiente e o papel da mulher na sociedade até mensagens passadas pelos super-heróis.

É importante estar atento à classificação indicativa dos títulos.

Caio Mendes, professor de História e coordenador de projetos

1971: o ano em que a música mudou o mundo

1971: The Year That Music Changed Everything (título original)

“Com entrevistas, áudios e imagens de arquivo sensacionais, a série conta como a música reflete o espírito de uma época. Mais do que isso, aliás. Como diz o produtor musical Jimmy Iovine, “em 1971 a música não era reflexo dos tempos… a música também causou os tempos”. Para entender como o século 21 começou a ser pensado, recomendo essa viagem no tempo, direto para 1971”. Disponível: Apple TV – classificação 16 anos.

Ted Lasso

“Sabe quando você precisa de uma comédia leve, bem gostosa de assistir? Pois acompanhe a saga de Ted Lasso, treinador de um pequeno time de futebol americano de uma faculdade que é contratado para ser treinador de um time de futebol profissional na Inglaterra. O enredo da série pode até ser provável, sem grandes plot twists, mas nada melhor do que aquela tranquilidade estilo “sessão da tarde”.
Disponível: Apple TV – classificação 14 anos.

Dixier Carratti, professora de Matemática

Estrelas além do tempo.

Hidden Figures (título original).

“O filme Mostra como mulheres negras trabalharam tão ativamente para a conquista espacial. Todas elas matemáticas. ”
Disponível: Netflix, Disney+ e Telecine – classificação 10 anos.

O Jogo da Imitação

“O longa mostra a importância da Matemática e a criptografia desvendando códigos nazistas secretos”.
Disponível: Prime Video – classificação 12 anos.

Laila Antunes, professora de História e do Núcleo de Apoio. 

“Os clássicos são clássicos por um motivo! Para essas férias sugiro dois [filmes] gigantes do cinema:

O primeiro é Tempos Modernos: Bem antigo, em preto e branco (um charme só!), a obra prima de Charles Chaplin prende nossa atenção mostrando a trajetória de Carlitos e sua amada em um novo mundo que está em formação logo após a crise de 1929. ” Disponível no Telecine, Vivo Play e Now – classificação Livre.

“O segundo é uma pérola do cinema nacional: Central do Brasil. Aqui encontramos reflexões nada óbvias sobre os contrastes desse país tão bonito e também tão desigual em que vivemos”. Disponível na GloboPlay e no Telecine – Classificação 12 anos.

Mary Eiras, professora de Biologia e coordenadora do coletivo REAJA (Reflexão, Equilíbrio e Ação junto ao Meio Ambiente). 

“Tenho 3 indicações:

The Bold Type é uma série digna de maratona leve! Não pense que é “assunto de menininha” não, viu? Todos os episódios trazem reflexões super atuais, engajamento, escolhas, conquistas, saúde, mulher no mercado de trabalho, enfim… São tantas vertentes que fica difícil até listar. Recomendo! Disponível no Netflix – classificação 16 anos.

Puxando para a biologia, claro, Corpo Humano – O nosso mundo interno. Estamos de férias, eu sei! Mas que tal envolver a biologia no cotidiano, os episódios são recheados de ciência, mas de uma forma prática: porque eu consigo ter um bom reflexo lutando boxe?”. Disponível no Netflix – classificação 12 anos.

E por fim, já que iniciamos a Década dos Oceanos, que tal maratonar com a família Um oceano de plástico? O documentário traz a realidade e o destino do plástico que consumimos diariamente e que “desaparecem” – da nossa frente”. Disponível no Netflix – classificação 10 anos.

Mirtes Timpanaro, coordenadora e professora de História

Falcão e o Soldado Invernal da Marvel Studios. Por quê? Poderia simplesmente responder… porque é Marvel, mas para ser mais precisa, a recomendação vem pela qualidade do roteiro, pela qualidade das cenas, pelos diálogos entre o Sam (Falcão) e Bucky (Soldado Invernal), pela saudade que estávamos dos personagens da Marvel, pela curiosidade de saber o que aconteceu com o mundo depois do Blip, sem mais, o Capitão América e o Homem de Ferro. Por tudo isso e muito mais… simplesmente assista a série: Falcão e o Soldado Invernal – 2021”.

Disponível: Disney+ classificação 14 anos.

Renata Condi, coordenadora de Inglês e Espanhol, do Departamento de Estudos Internacionais e do Pré-Universitário.

Aqui vão três indicações, uma disponível na Netflix, outra na Amazon Prime e outra na Disney+

Como o cérebro cria

Direção: Jennifer Beamish e Toby Trackman

O documentário conta como a criatividade faz parte não apenas das artes, mas também das ciências, e como ela surge a partir das situações mais inesperadas. 
Netflix – Classificação 12 anos.

The Expanse 

Baseada nos livros de James S. A. Corey, a história se passa em um futuro em que os seres humanos colonizaram outros planetas. Traz uma visão interessante sobre o uso de recursos e o quão independente da Terra poderíamos ser. 
Série de ficção científica disponível na Amazon Prime – classificação 16 anos.

UP Altas Aventuras 

UP Altas Aventuras é uma animação divertida que nos faz relembrar que devemos aproveitar nossas vidas, não importa a idade que temos.

Animação Disney Pixar disponível no Disney+ Classificação Livre.

Samara Pereira, professora de Redação e Língua Portuguesa.

O dilema das redes. Esse é um documentário que está dando o que falar desde que foi lançado. Ele faz questão de nos mostrar o quanto somos manipulados pela rede terminando por nos tornarmos dependentes dela. Todo o documentário gira em torno de um dilema de fundo ético que os protagonistas (muitos deles responsáveis pela criação de todo o sistema que possibilita a extração de dados da população) tentam a muito custo entender e lidar. Questionam-se o tempo todo: nós criamos um bem ou um mal? Uma forma de entretenimento ou de negócio? Estamos vendendo o quê: dados ou pessoas? Depois de assistir, você vai querer rever alguns hábitos! ”.

O professor de Tecnologia, Rafael Leite, também indicou o documentário O Dilema nas Redes. Disponível: Netflix – classificação 12 anos.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.