Aluna propõe “cursinho público” em Parlamento Jovem

Aluna propõe “cursinho público” em Parlamento Jovem

Colégio Rio Branco

24 Novembro 2015 | 16h11

Post_Parlamento

 

A aluna do 9º ano do Ensino Fundamental, Unidade Higienópolis, Guilia Araújo Castro, foi uma das representantes da edição de 2015 do Parlamento Jovem Paulistano, realizado este mês, pela Câmara Municipal de São Paulo.

Acompanhada pela professora de História, Mirtes Timpanaro, Guilia apresentou o seu projeto de lei “Cursinho público para alunos do Ensino Médio”. A proposta defende um método de ensino, para alunos que estão no último ano do Ensino Médio, voltado para vestibulares e Enem. Outra ideia sugerida no projeto é que empresas possam apoiar os jovens de escolas públicas, facilitando a integração dos adolescentes ao mercado de trabalho.

Segundo a aluna, o objetivo de seu projeto foi apresentar uma ideia alternativa para o ensino público. “Hoje, são poucos os alunos de escolas estaduais que têm a oportunidade de fazer um cursinho paralelamente aos estudos diários”, comentou.

Para a professora Mirtes Timpanaro, o Parlamento Jovem da Câmara Municipal é importante, pois mostra aos jovens que a política pode ser algo interessante, além de ser um primeiro passo para atrair aqueles que gostam de defender causas e pessoas. “A oportunidade foi muito valiosa para a aluna. Ela pôde ter a experiência de saber como são as discussões políticas”, ressaltou.

O Parlamento Jovem Paulistano é uma iniciativa que acontece desde 1999, e possibilita aos alunos da cidade de São Paulo, ter uma visão mais profunda sobre aspectos da democracia participativa, além de serem estimulados a se manterem inteirados da política do país.

Texto: Thiago Carvalho.