Em busca de aprovação e melhores notas? Faça um Plano de Estudos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em busca de aprovação e melhores notas? Faça um Plano de Estudos

Poliedro

29 Março 2016 | 18h20

Um dos maiores desafios dos estudantes ao longo dos vários anos do ensino básico é a organização quanto aos estudos. Os procedimentos relativos aos estudos e a disciplina para enfrentar as tarefas e algumas horas de preparo diário visando trabalhos, projetos, provas e exames de admissão em universidades, como o ENEM, por exemplo, se constroem ao longo dos vários anos de escolarização. O início se dá, portanto, quando o estudante, logo cedo, começa a receber orientações, acompanhamento, estímulos e a atribuição de responsabilidades e compromissos.

A ação da família em consonância com os procedimentos adotados e o ensejo dado pelos professores, na escola, deve ser constante e, ao mesmo tempo, planejado, consolidado e constantemente observado e cobrado juntamente aos alunos. A constância de ações, dentro de um trabalho planejado, metodologicamente previsto e com propósitos claros e sempre evidenciados para os alunos auxiliam e geram maior comprometimento.

Nesse sentido, saem na frente escolas que contam com serviços de orientação educacional, com profissionais especializados sempre prontos a atender os alunos e trabalhar em conjunto com as famílias no sentido de consolidar práticas de estudo, disciplina em relação aos compromissos da escola, estímulo à melhoria de rendimento e personalização no contato com alunos, o que permite à escola oferecer o melhor suporte possível.

No Poliedro, em suas várias unidades, além do destacado trabalho da coordenação pedagógica a estruturar e dar andamento nas ações de cunho pedagógico juntamente ao corpo docente, além de ordenar e comandar as ações de todas as demais equipes que atuam nos colégios e cursos, o trabalho da orientação educacional é percebido interna e externamente como o elemento que apoia, subsidia, informa e acolhe os alunos, tanto no que diz respeito às questões do dia a dia quanto ao planejamento de estudos, metas quanto a carreira, questões disciplinares, apoio às famílias e encaminhamentos para o suporte de outros profissionais quando necessário.

No trabalho realizado pela orientação educacional, um dos principais objetivos é fazer com que os alunos tenham sempre o melhor rendimento possível. Isso, segundo as orientadoras Amanda Froelich, Beatriz Marcon e Sheila Machado, do Ensino Médio do Colégio Poliedro em São José dos Campos, requer atenção não apenas com as aulas, tarefas, plantões, projetos e demais ações de cunho acadêmico, mas também em relação ao emocional e ao psicológico dos estudantes com os quais trabalham.

Imagem 01

No seu trabalho de orientação educacional, seguido em todas as unidades do Poliedro, as orientadoras assumem compromissos como aqueles descritos a seguir:

“Tentamos passar para o aluno a importância de ter confiança. A autoconfiança deve ser construída, passo a passo, com pequenos êxitos, baseados no esforço diário. Para esta construção são essenciais o saber e a consciência do dever cumprido. Dois exercícios mentais são importantes para a construção da autoconfiança: lembrar resultados positivos e acreditar no sucesso (quem já venceu, pode voltar a vencer). A autoconfiança permite ao aluno uma reação positiva perante uma dificuldade ou um pequeno fracasso. ”

No tocante ao estudo propriamente dito, o Plano de Estudos – recurso muito utilizado com os alunos do Ensino Médio – é, segundo as orientadoras, uma ferramenta essencial que, se corretamente utilizada, garante aos alunos uma melhor performance no trabalho escolar e, consequentemente, melhores notas e maiores possibilidades de aprovação nas universidades em que desejam estudar.

O processo para que os alunos contem com este valioso recurso para a organização de seus estudos é simples e segue um caminho que todos eles já conhecem, a saber: o aluno agenda um horário com a Orientadora no contra turno, para que tenham mais tempo para a estruturação do plano individualizado. Este atendimento, por sinal, permite que ocorra uma aproximação e um melhor entrosamento, gerando maior confiança na relação que se estabelece entre os alunos e a Orientação Educacional. O conhecimento dos alunos é, diga-se de passagem, segundo as orientadoras, de suma importância para que, ao elaborar o plano de estudo, seja possível direcionar os esforços e a energia do estudante para aquilo que realmente é mais necessário em cada caso.

De acordo com Amanda, Beatriz e Sheila, orientadoras do Poliedro, o plano de estudo proporciona aos alunos vários benefícios, entre os quais se destacam:

– Organizar melhor seu tempo tanto para os estudos quanto para as demais atividades;

– Visualizar a organização da semana;

– Disciplinar-se para o estudo;

– Criar hábitos de estudo diário;

– Tirar dúvidas dias antes de provas e exames.

A orientação educacional do Poliedro atua também no sentido de organizar as ações de estudo dos alunos seguindo uma estrutura previamente delineada que comporta ações complementares, como por exemplo:

1. Atuar com os professores em sala de aula para que auxiliem o processo com os seguintes passos:

Imagem 022. Explicando para os alunos que o plano de estudos começa como uma experiência e que deve ser avaliado na prática. Cabe ao estudante grifar o que dá certo e o que dá errado. Ele deve ainda fazer suas próprias observações e retomar o contato com a orientadora que o auxiliou para novas conversas e atualização do plano de estudos.

3. O aluno tem que estar ciente de que o plano de estudos é adequado para ele, que é personalizado. Isso deve deixar claro para o estudante que recebeu a orientação que o que dá certo para seus colegas pode não ser funcional para ele.

4. Além do plano de estudos, é sempre destacado para os alunos que estudem em local silencioso, organizado e bem iluminado, sem que distrações possam tirar o seu foco no período que ele definiu para esta ação.

5. O estudante é orientado a informar sua família sobre seus horários e calendário. Certamente ele precisará da ajuda dos pais ou responsáveis para alcançar seus objetivos. A comunicação dessa organização nos estudos demonstra o quanto o estudante está sendo responsável e engajado com a escola e com sua formação.

A orientação educacional dos colégios e cursos do Poliedro destaca ainda que é preciso que o aluno mantenha sempre uma postura de comprometimento e perseverança em seus estudos.  As orientadoras destacam a necessidade desse compromisso já no cumprimento do horário, como podemos ver a seguir:

“Ressaltamos também que o cumprimento de um horário favorece a aquisição de autodisciplina, um trunfo fundamental para o sucesso nos estudos e na vida. O trabalho regular e planificado implica alguma dose de sacrifício, mas traz enormes recompensas: previne a fadiga, as confusões e a ansiedade de quem guarda o estudo para a última hora.”

O melhor método para estudar é algo que cada pessoa define a partir de experiências e caminhos próprios. O andamento geral quanto a organização nos estudos e elaboração do plano de estudos é o que as orientadoras procuram destacar sempre contando com o apoio de informações e conhecimento do perfil de cada aluno. O que não pode ser esquecido pelo estudante é que quanto melhor sua organização e maior o seu compromisso em seus trabalhos e ações escolares, mais próximo ele fica da realização de seus objetivos pessoais e profissionais. O principal neste trabalho todo é que o estudante compreenda os conceitos, aprofunde-se nos assuntos, esteja preparado para as atividades propostas e adicionais trazidas pelos professores e que, com tudo isso, seja aprovado na escola e nos exames de admissão nas principais universidades brasileiras, via vestibular ou ENEM. Esse entendimento do conteúdo por meio desse processo de estudos é destacado pela orientação educacional do Poliedro no depoimento a seguir:

“Entender é a chave para aprender e aplicar o que foi aprendido. Se um tópico não foi bem entendido é aconselhável discutir com um colega de classe e, principalmente, procurar o professor para esclarecer qualquer ponto que não esteja bem entendido. A simples leitura das notas de aula ou de partes de um livro não são suficientes para efetivar o aprendizado. Ou seja, corra atrás da solução! ”

Para finalizar, o serviço de orientação educacional do Poliedro destaca ainda que o aluno deve sempre ter em mente que ele é o protagonista da história, e que todo o processo depende, e muito, da garra, disposição e vontade de vencer de cada estudante. O apoio do Poliedro está sempre à disposição para ajudar no que for preciso, mas como atores e atrizes principais neste enredo, cabe aos estudantes encabeçar o elenco desta produção para levar essa história ao sucesso que tanto almejam.

Por João Luís de Almeida Machado, Supervisor pedagógico em Tecnologia Educacional e curador do projeto YouTube Edu.

 

Todos os projetos e exemplos mencionados neste blog referem-se às Unidades Sedes do Poliedro.