Alunos do Liceu Jardim conquistam medalhas na Olimpíada Internacional de Matemática da Ásia, na Tailândia

Alunos do Liceu Jardim conquistam medalhas na Olimpíada Internacional de Matemática da Ásia, na Tailândia

Liceu Jardim

12 Setembro 2018 | 08h59

Apesar de muito se falar que os alunos brasileiros não gostam de Matemática, a Rede do Programa de Olimpíadas do Conhecimento (Rede POC) mostrou que isso não é bem verdade.

No mês de agosto, um grupo de 225 alunos representou o Brasil na “Asia International Mathematical Olympiad – AIMO”, que reuniu 2 mil estudantes de 13 países (China, Hong Kong, Taiwan, Macau, Malásia, Tailândia, Myanmar, Indonésia, Brasil, Coréia do Sul, Singapura, Bulgária e Cazaquistão). Desse grupo, 17 alunos eram do Liceu Jardim – única escola do ABC paulista convidada para participar do evento.

Após a avaliação matemática, que envolveu 30 questões totalmente em Inglês, dos 17 participantes do colégio, 12 sagraram-se medalhistas (10 medalhas de bronze e 2 de prata) e 5 receberam menções honrosas, configurando o melhor resultado do estado de São Paulo.  

Foi graças ao excelente desempenho dos estudantes na “Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras”, edição brasileira da “Mathématiques Sans Frontières”, criada na França em 1989, na qual 91 alunos do Liceu Jardim foram premiados, que o colégio foi selecionado para integrar a delegação brasileira na AIMO 2018, que ocorreu entre 03 e 07 de agosto, na cidade de Bangcoc – Tailândia.

Nos últimos três anos, o Liceu Jardim conquistou um lugar de destaque nas Olimpíadas Acadêmicas, tornando-se a escola mais premiada do ABC e entre as 10 melhores do país, com mais de 490 medalhas e menções honrosas em olimpíadas regionais, nacionais e internacionais.

Para o aluno João Pedro Viana, a AIMO foi bem além de uma competição acadêmica. “Fora as oportunidades para o futuro, como convites para boas universidades, empregos, participar de uma olimpíada internacional como essa, nos proporcionou um amadurecimento indireto e natural. Tivemos que amadurecer para sair do país, sem os pais e competir com gente do mundo todo”, diz.

Mais conteúdo sobre:

#educação#liceujardim