O livro como maior presente às crianças
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O livro como maior presente às crianças

Colégio Anália Franco

06 de outubro de 2021 | 18h43

O livro é um maravilhoso presente às crianças (Colégio Jardim Anália Franco – SP)

Quantas vezes paramos para pensar sobre o que é e qual é a importância da leitura? A palavra “leitura” deriva do Latim “lectura”, originalmente com o sentido de “eleição, escolha, leitura”. É uma ação que se concretiza no ato e no hábito de ler as palavras e o mundo. Paulo Freire nos deixa uma reflexão sobre esta palavra: “A leitura do mundo precede a  leitura da palavra, daí que a posterior leitura desta não possa prescindir da continuidade da leitura daquele.”.

A leitura é importante para exercitar a criatividade, imaginação, repertório de palavras e desenvolver conteúdos que agregarão ao arcabouço cultural do ser humano, além de ajudar a melhorar a escrita. Muitas vezes, a indicação de alguma obra ou tema se faz necessária para estimular o hábito da leitura, instigando a curiosidade e o desejo por aprender sempre mais.

É preciso que a Leitura seja um Ato de Amor (Paulo Freire)

A leitura possui uma função de extrema importância no processo de ensino-aprendizagem, uma vez que, a partir do desenvolvimento da sua competência leitora, o estudante tornar-se-á proficiente em todos os componentes curriculares e conseguirá interpretar o mundo.

A leitura em sala de aula: aprender a ouvir e a contar histórias (Colégio Jardim Anália Franco – SP)

No Colégio Jardim Anália Franco, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, trabalhamos com incentivo à leitura de diferentes formas, desenvolvendo as habilidades e competências para cada faixa etária. Contamos com uma sala de leitura com títulos variados e disponíveis para todos os alunos ficarem cada vez mais próximos aos livros e ajudarem efetivar a cultura leitora almejada por todos. No Anália, a leitura deleite é muito valorizada, lembrando que essa prática é uma estratégia formativa adotada e divulgada pelo PNAIC (Pacto pela Alfabetização na Idade Certa) que visa ao incentivo da leitura.

Leitura, antes de mais nada é estímulo, é exemplo. (Ruth Rocha)

Um exemplo do que ocorre no cotidiano escolar está no trabalho desenvolvido junto às turmas do 4° e 5° anos do Ensino Fundamental Anos Iniciais do Anália. Com um projeto educacional que visa formar leitores conscientes, a proposta pedagógica permeia a adoção de livros paradidáticos trabalhados, bimestralmente, em formato de projetos. Leitura silenciosa, leitura coletiva, roda de conversa sobre a obra, aprofundamento do assunto proposto e, ao longo desta dinâmica motivadora de leitores, estão as atividades práticas, que auxiliam nas interpretações do texto e do contexto da história. Em diversas situações, com a utilização de vivências de ensino híbrido, aplicam-se estratégias de gamificação, como a configuração de jogos na plataforma Seppo (plataforma especializada em atividades personalizadas para jogos) que elevam o engajamento dos estudantes e promovem uma dinamização no processo de leitura.

Uso de plataformas de gamificação em sala de aula (Colégio Jardim Anália Franco – SP)

Uma outra forma de instigar as crianças à leitura, deriva das ações do Projeto de Leitura Simultânea. Nele, as docentes do Infantil 5 ao 5ºano do Ensino Fundamental, selecionam, em segredo de seus alunos, um livro, criam uma propaganda da obra e, em seguida, se dirigem a uma sala temática. Os pequenos estudantes são instigados pelas auxiliares a fazerem sua inscrição em uma das salas, trabalhando sua autonomia na escolha do livro, sem saber os colegas que lá estarão ou a docente que conduzirá o momento. É uma decisão que o estudante precisa fazer de acordo com sua análise sem interferências externas. É um momento de celebração do protagonismo estudantil pela leitura que contextualiza a vida em suas variadas formas.

Sabemos que a leitura só agrega conhecimentos. Assim, dar livros de presente é um ato de amor! Com este gesto, oferecemos ao outro um universo de emoções, de histórias, conhecimentos e, também, de liberdade. Dessa forma, um livro e todas as possibilidades que ele apresenta é uma ótima sugestão para presentear no Dia das Crianças. Cotidianamente, muitas delas estão rodeadas de brinquedos que podem intensificar a construção de uma sociedade consumista ou mesmo à formação de uma inércia em suas atitudes sem o desenvolvimento da imaginação. Com um bom livro, a criatividade é instigada na criança, potencializando o desejo de ser e conviver de forma saudável no mundo em que vivemos. Ao escolher um livro, você pensa no estilo e na personalidade da criança, tornando este presente ainda mais especial. O livro pode passar uma mensagem que você gostaria de compartilhar, seja um ensinamento ou uma reflexão. E, depois, um bate-papo sobre a obra durante (ou após) uma refeição ou mesmo ter o enredo escolhido no livro como norteador de uma atividade ou brincadeira em família. O livro é um lindo presente que se dá a uma criança e, consequentemente, uma herança cultural que receberá toda a família e, também, toda a sociedade.

Leitura: oportunidade de ampliar a visão de mundo da criança (Colégio Jardim Anália Franco – SP)

Existe uma infinidade de possibilidades. Se a criança for muito pequena, você pode comprar um livro de capa dura ou emborrachados, ou ainda, um livro de contação de histórias para ser lido antes de dormir para estimular a criatividade, a imaginação e fazer com que a criança se familiarize com os livros. Se a criança estiver na fase escolar, opte por livros que auxiliem no aprendizado ou que estimulem o ensino de uma segunda língua ou temas da atualidade. Ainda tem a possibilidade de visitar uma livraria onde a criança poderá efetuar sua escolha, vivenciando momentos de contato direto com diferentes obras e, a partir de um exemplar impresso, ela construa um mundo de imaginação e aprendizado. A leitura é a chave para abrir as portas de uma vida feliz!

 

Andreia Bento de Oliveira

Graduada em Pedagogia

Pós-graduada em Neuropsicopedagogia

Docente do Colégio Jardim Anália Franco

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.