Organização do Trabalho Intelectual – OTI

Patrícia Delázari

24 Abril 2017 | 09h44

Falamos muito de autonomia e independência como qualidades a serem conquistadas, por fazerem parte dos princípios que norteiam a filosofia do Colégio Horizontes. Ressaltamos também que as ações em todas as áreas que compõem sua estrutura convergem para efetivar a libertação do aluno frente ao seu processo escolar. É chegado o momento de falarmos da ferramenta que sem dúvida pode ser considerada o carro chefe dos diferenciais da escola.
Do que trata a OTI? O próprio nome traduz sua finalidade: encaminhar gradualmente os alunos na organização intelectual de seus trabalhos, pois é o instrumento que torna realidade o estudo autodirigido por dispensar definitivamente a assistência do adulto. Ela envolve três faces de igual importância.
A OTI 1 é basicamente a técnica de abordagem que visa à decodificação, à análise do conteúdo de um texto que compreende, a busca das palavras desconhecidas, a numeração dos parágrafos, os grifos das ideias principais e finalmente a síntese no quadro sinótico, que os alunos chamam de esquema. Essa modalidade pode ser enviada como tarefa de casa depois da técnica inteiramente dominada.
A OTI 2 refere-se num primeiro momento, à elaboração de um questionário, com vistas à compreensão, interpretação e apropriação do conteúdo do texto. O aluno é acompanhado par e passo nesse aprendizado, já que pergunta mal feita é impossível de ser respondida. Em tempo hábil, o aluno pode opcionalmente responder ao questionário que fez e ele próprio voltar ao texto para fazer a autocorreção.
A OTI Parcial é aquela que vai para casa e cumpre o papel de “leitura antecipada”, como prévia da aula expositiva que será dada pelo professor. Oportuniza o levantamento de dúvidas do aluno e o foco objetivo da aula do professor.
A construção desse trabalho tem início assim que o aluno conclui a alfabetização, passa pelo processo de agilização da técnica de leitura e cumpre a sistematização, ou seja, a partir do terceiro ano, antiga segunda série do Ensino Fundamental. Ao longo dos anos vai sendo aprofundado até atingir seu clímax no Ensino Médio, quando sustenta a introdução à Metodologia Científica e viabiliza a concretização do Trabalho de Conclusão de Curso, na terceira série.

Gabriela Lian Branco Martins
Assessora Geral do Grupo A Educacional