Como otimizar o estudo e memorizar melhor

Como otimizar o estudo e memorizar melhor

Do Colégio

11 Agosto 2016 | 15h54

A dificuldade para se concentrar nos estudos, memorizar conteúdos essenciais e ter disposição para refletir, analisar fatos e questões contemporâneas, que provavelmente estarão em provas como Enem e exames vestibulares é comum a muitos estudantes. Mas, da mesma forma que um atleta pode tornar-se vencedor pelo esforço e repetição dos exercícios, cada um de nós é capaz de criar mecanismos que favoreçam os processos mentais. A neurologia moderna preconiza a ativação de neurônios em repouso que, treinados, podem exercer inúmeras funções. Basta diagnosticar o foco facilitador de sua aprendizagem.

 

Personalização

Como as pessoas são diferentes, cada qual funciona de um jeito na hora de estudar, escrever e se concentrar. Alguns estudantes conseguem entender melhor um tipo de conteúdo apenas ouvindo e prestando atenção à explanação, outros só se apropriam dos conceitos escrevendo e fazendo anotações. Outros, por sua vez, têm a memória visual aguçada e conseguem entender, dominar fatos, apenas assistindo às aulas ou a vídeos.

Mas existem recursos extras para tornar a absorção mental de conteúdos e informações mais célere, posto que, quanto mais desafiador e instigante o processo, mais prazerosa será a conquista.

Com o intuito de potencializar a competência individual de concentração e apreensão de conceitos e de conteúdos, educadores do Colégio Horizontes oferecem em sua metodologia técnicas e práticas de ensino-aprendizagem que ajudam os estudantes a se capacitarem e se prepararem de maneira mais eficaz ao longo de sua escolaridade.

 

Estudo autodirigido

Ler o conteúdo de um texto de qualquer gênero e tentar explicá-lo com as próprias palavras, parafraseando-o, é uma forma de se apropriar do conteúdo e deve ser utilizada durante o estudo e não após. Além disso, o estudante, é estimulado a transpor criativamente os conhecimentos aprendidos para situações de vida prática, vivência essa que facilita a absorção mental.

 

Intercalação

Especialistas costumam dizer que é melhor intercalar os estudos entre diferentes tipos de matérias como, por exemplo, dedicar algumas horas para a matemática é razoável, desde que se encerre esse estudo e substitui-lo pelo estudo de outra disciplina, de diferente teor. A isto se dá o nome de intercalação. Portanto, é recomendável estabelecer um intervalo de descanso para o cérebro de cerca de 10 minutos. Pesquisas afirmam que alternar os estudos favorece o aprendizado. É importante também, intercalar um pouco de lazer depois de uma longa jornada de atividade cerebral; ouvir música ou tomar um lanchinho relaxa e predispõe para a retomada.

Realizar os exercícios e as tarefas ao final de cada assunto é uma forma de fixar o conteúdo pela repetição. É na prática uma forma de revisão.

 

Grupo de estudos

Estudar em grupo também é positivo e traz benefícios para o rendimento de todos. A troca de informações e o debate entre os estudantes aumenta a absorção de conteúdos e enriquece intelectualmente.

 

Planejamento

Planejar os estudos ao longo do tempo de que se dispõe é imprescindível. Nada mais nocivo do que terminar na última hora um trabalho agendado com tempo suficiente, ou estudar apenas na véspera aquilo que foi estabelecido para uma prova. O cérebro exige um tempo para sedimentar e amadurecer o que foi estudado, além de precisar de espaço temporal para sanar dúvidas e reelaborar o conteúdo pesquisado ou estudado. Assim sendo, o refrão “matéria dada, matéria estudada” é bastante procedente.

Não deixe para estudar às vésperas da prova. Foto: Divulgação

Não deixe para estudar às vésperas da prova. Foto: Divulgação

 Trata-se de distribuir o estudo ao longo do tempo disponível, e não deixar tudo para uma só vez, na véspera da prova. A prática também pode ser entendida como a distribuição do estudo em pequenos períodos ao longo do dia. Por exemplo, estuda-se entre 50 a 80 minutos com descanso entre 10 a 15 minutos. Ao adotar essa prática, dedicando 3 períodos do dia aos livros e apostilas, a capacidade de aprendizado será maior.