O exemplo vem de casa

O exemplo vem de casa

Colégio Bis

01 Novembro 2018 | 14h32

Temos certeza que você já ouviu essa máxima, principalmente se convive com seus avós ou seus pais. Os mais velhos nos lembram a necessidade de uma boa estrutura familiar e de uma firme educação em casa, afinal é a família que proporciona todos os estímulos, desde a infância, para formar o caráter e a personalidade do indivíduo.

No entanto, o que exatamente podemos fazer para sermos exemplo de civilidade e educação? Um comportamento paciencioso e firme basta? Neste artigo queremos dar bons exemplos para que você seja também um bom exemplo para seu filho:

1- Uma ação vale mais do que mil palavras

Há uma tendência nos pais, principalmente quando irritados, de emitirem um verdadeiro discurso por horas sobre gentileza, responsabilidade, honestidade e caráter moral quando os pequenos aprontam alguma coisa. Pais, eles não estão ouvindo! Mas assim que eles o virem procrastinando algum dever, xingando alguém no trânsito ou até mesmo se esse sermão está sendo dado aos berros, eles estão gravando essas atitudes como algo permitido.

Quase inconscientemente, as crianças simplesmente repetem aquilo que você faz e não aquilo que você fala para que seja feito. Pense muito nisso antes de ter uma explosão de raiva com seu cônjuge, com um professor ou com uma pessoa que lhe atendeu mal estando na frente de seus filhos.

2- Você é um espelho detalhado e um ser humano

Desde a primeira infância, os filhos se espelham nos pais. Já percebeu quando ele está brincando sozinho no quarto a maneira de falar com os bonecos e ursos de pelúcia? Já notou ele imitando seu dedo em riste ao fingir dar uma bronca na Barbie? Sua filha já quis vestir suas roupas? Passar seu batom? Já viu seu filho fingindo se barbear com uma régua na frente do espelho?

Suas mínimas ações serão imitadas como padrão de aprendizagem: como comer, como caminhar, como dobrar as roupas ou arrumar a cama. Sorria! Você está sendo observado o tempo todo por seus filhos, portanto demonstre suas emoções e fragilidades, nunca minta, mas mostre também que está se esforçando para buscar o equilíbrio e a melhor maneira de agir, por mais difícil que seja. Se magoar alguém, desculpe-se; se for questionado, responda; se errar, conserte o que puder.

3- Esteja presente

O trabalho é urgente, a vida está lotada de compromissos e parece que o dia não tem 24 horas. Mas para ser exemplo é preciso estar presente. É preciso ter horas de lazer ao lado de seus pequenos, incluir-se em suas atividades diárias, orientar presencialmente as tarefas da escola, estimular conversas rotineiras sobre o dia de cada membro da família e escutar a todos, independentemente da idade. Em contrapartida, também compartilhe seu dia com eles.

Sabemos que sua agenda está cheia, mas seu tempo em família e seu tempo com os filhos deve ser tão urgente e importante quanto qualquer outro compromisso na agenda.