Existe uma idade certa para começar o estudo bilíngue?

Existe uma idade certa para começar o estudo bilíngue?

Colégio Bis

18 Abril 2018 | 18h35

A dúvida sobre quando inserir a criança no ensino da segunda língua permeia a cabeça de muitas famílias. Ao fazer uma pesquisa na internet, você provavelmente encontrará diversas opiniões, tanto a favor quanto contra.

No entanto, há muito tempo a ciência estuda o nosso comportamento e o desenvolvimento do corpo humano, chegando à conclusão que cada fase do indivíduo é marcada por diversos aprendizados e mudanças, e em cada uma delas há uma característica a ser trabalhada.

Pesquisas mostram que na primeira infância é o momento que o indivíduo possui maior facilidade de absorção e aprendizado. Porém, em todas as idades o aprendizado pode ser possível.

Até 3 anos de idade

Nessa fase, o processo de ensino da segunda língua se dará por meio da memorização. Por ainda não conseguirem se comunicar oralmente com exatidão, as aulas geralmente envolvem atividades lúdicas, que estimulam o desenvolvimento de outras habilidades usando a língua estrangeira.

Entre 4 e 6 anos

A criança está consolidando seu sistema cognitivo e está se preparando para atividades mais elaboradas, como o aprendizado da gramática inglesa. Por isso, os educadores ainda utilizam estratégias lúdicas, jogos um pouco mais estruturados, tudo para significar o aprendizado.

De modo geral, são nos primeiros 6 anos de vida que seu filho terá a capacidade cognitiva de aprender dois idiomas como se fossem apenas um, o que é muito importante para a naturalidade nas línguas estrangeiras.

A partir de 7 anos

Com a capacidade de expressão oral e até de desempenhar a leitura, as crianças a partir de 7 anos já podem ser inseridas nos processos usuais do ensino do inglês.

Para despertar o interesse no processo de ensino-aprendizagem, os educadores utilizam uma grande variedade de estratégias e recursos disponíveis para desenvolvimento das competências de leitura, escrita, audição e fala em língua estrangeira.

Por fim, é importante que os pais se recordem de que o aprendizado só é eficaz quando a criança cria significado e assimila aquela atividade como algo divertido, prazeroso e importante.

O importante papel da instituição

No que se refere à instituição de ensino, a escolha deve ser criteriosa. Não basta que as aulas de inglês estejam presentes no currículo escolar oferecido. É necessário avaliar critérios, como a metodologia de ensino e a capacitação dos educadores.

Uma das alternativas que vem conquistando as famílias brasileiras é a modalidade de escolas bilíngues. A proposta delas é provocar uma imersão no ensino do segundo idioma, a partir da Educação Infantil.

Perceba que não existe idade mínima ou certa para começar o ensino do inglês e que, quanto mais cedo as crianças entrarem em contato com o idioma, mais facilidade terão para aprendê-lo.