Capoeira: experiência na Ed. Infantil
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Capoeira: experiência na Ed. Infantil

Thais Gonzales

31 de outubro de 2019 | 18h26

As crianças do Jardim e do Pré receberam a visita do professor de capoeira Carlos e do aluno praticante Breno. Conheceram um pouco sobre a história desse esporte, que também pode ser considerado luta e arte. A atividade mostrou a elas que esse é um dos costumes herdados da cultura Africana.

Não se sabe ao certo a origem da capoeira. A lenda que faz mais sentido é a da Zebra: na África, os meninos começaram a imitar a “dança das zebras”, que acontecia quando elas lutavam por parceiros.

Chegando ao Brasil, a dança evoluiu entre os negros nas senzalas. Quando tentavam fugir, se arrastavam por um mato baixo chamado “capoeira”. Assim, se deu o nome. Por aqui, incluíram o tambor, que já era um objeto de comunicação entre o povo.

“As crianças ficaram empolgadas com a atividade e mais ainda ao aprender alguns movimentos. Exploraram gestos, movimentos, expressões corporais e a interação com os amigos foi significativa. Dessa forma, ampliaram sua relação com o espaço e seu conhecimento sobre a capoeira e a cultura brasileira”, ressalta a professora Luciana.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: