Melhor forma de estudar em casa
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Melhor forma de estudar em casa

Vanessa Rabello

15 de março de 2019 | 08h25

Para que o processo de ensino-aprendizagem seja pleno, é importante esforço e método de estudo. Por isso, organizamos algumas dicas para ajudar nossos alunos a aprender como estudar.

O primeiro passo é organizar uma rotina de estudos. Esta rotina pode – e deve – ser composta da leitura de textos de gêneros diversos como: artigos, notícias, infográficos, tirinhas, tabelas, entre outros pois, dessa forma, suas produções textuais obterão estrutura e profundidade, já que você dominará diversos assuntos.

O segundo passo é retomar em casa os temas trabalhados em sala de aula. Isso porque, no período após as aulas, você pode “refrescar a memória” sobre o que foi ensinado no dia e, assim, consolidar este conhecimento.

O terceiro passo é realizar com pontualidade as tarefas de casa. O melhor momento é após a retomada dos conteúdos do dia, pois assim, é possível relembrar assuntos para fazer a tarefa com mais facilidade e atenção. Além disso, a realização de tarefas possibilita, promove o surgimento de dúvidas que serão resolvidas durante as correções em sala. É muito importante que as dúvidas sejam todas esclarecidas com os professores. Para isso, nosso Colégio conta com os plantões de dúvida como recursos que auxiliam nesse processo de esclarecimento, pois o atendimento individualizado proporciona que casos pontuais sejam atendidos.

Estudar é um hábito diário, assim como escovar os dentes e tomar banho. Com a prática, muitas vezes desenvolvemos mais habilidade de reter informações, ficando mais divertido e prazeroso. Porém, por ser um hábito que exige concentração e foco, distrações digitais como televisão, celular, jogos e música podem ser vilões que atrapalham este processo.

O ambiente em que você estuda também é um local muito importante para facilitar este processo. Portanto, nada de bagunça. Separe os materiais das aulas do dia e inicie os estudos a partir da retomada da primeira aula. Ao final desta rotina, guarde na mochila os materiais a serem utilizados no dia seguinte e organize a escrivaninha ou mesa em que estuda.

Um exemplo de construção de rotina de estudo diário pode ser:

Segunda-feira
 

13h = Almoço

14h às 15h = Estudo diário

15h30 = Aula de natação

17h = Lanche da tarde

18h às 19h30 = Realização das tarefas de casa do dia

20h = Descanso

22h = Dormir

 

Se o tempo de estudo for curto em função de outras atividades, selecione duas matérias que você teve no dia para estudar no momento reservado para o estudo diário. Exemplo: você tem, às segundas-feiras, duas aulas de Matemática, uma de Ciências, uma de Inglês e duas de História. Selecione duas delas para focar com qualidade em seus estudos.

 

DICA IMPORTANTE

  • É produtivo reservar um momento para descansar entre as tarefas do dia e os estudos. Pode ser uma pausa para um jogo, para um lanche e para praticar uma atividade física.
  • O momento de pausa pode compreender um momento de respirações profundas. Ao respirar devagar e profundamente, você leva mais oxigênio para o cérebro, reduzindo a ansiedade e promovendo maiores conexões neuronais. De acordo com Daniel Goleman e Richard J. Davidson em seu livro “A Ciência da Meditação” (São Paulo, 2017), diversos experimentos científicos que foram realizados comprovaram que a prática diária de respirações calmas está associada à redução do estresse. Isso também contribui nos momentos de pausas para um processo que tranquiliza o cérebro para dar continuidade aos estudos.