Destaques do Vestibular CASJ: Marina Trento Gomes
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Destaques do Vestibular CASJ: Marina Trento Gomes

Vanessa Rabello

17 de abril de 2019 | 09h32

Poder ajudar pessoas com dificuldade na fala, escrita ou audição a viver melhor na sociedade, essa foi a escolha de Marina Trento Gomes, quando optou por Fonoaudiologia no vestibular. “Desde pequena sempre quis seguir carreira na área da saúde, nada mudava a minha ideia de querer ajudar as pessoas e prestar a elas, o auxílio necessário”.

Marina começou a focar nos estudos para o vestibular na metade da segunda série do Ensino Médio. A ex-aluna do Colégio Agostiniano São José, que foi aprovada em 7º lugar na Fuvest, conta que organizou um plano de estudos com o então orientador da terceira série, Roger Yamaguishi e o seguia de acordo com suas necessidades, conta também que usava todo o material didático indicado pela escola, desde de livros até listas de revisão como base para os vestibulares, usava apostilas do cursinho com os principais assuntos, além de usar a internet como aliada. “Quando surgiam dúvidas, anotava-as e procurava os professores no outro dia, independentemente do conteúdo”.

A caloura aconselha os futuros vestibulandos a aproveitarem o apoio oferecido pela escola, pelos professores e coordenação, que, segundo ela, estão sempre dispostos a ajudar quando o estresse e o desespero chegam ao limite. Marina alerta também que o ano do vestibular não será fácil e somente o querer não é suficiente, afirma que foco e confiança são primordiais para que os objetivos sejam alcançados.

“A escola deu o apoio necessário e ajudou muito, desde as aulas com os professores maravilhosos até simulados aos finais de semana como uma forma de prática para as provas oficiais. Além disso, desde o primeiro ano do Ensino Médio, o colégio incentiva os estudos para que possamos ter sucesso quando o ano de vestibular chegar”.

Ansiedade, esse é o sentimento de Marina em relação ao seu futuro como aluna da USP. “Eu realmente não sei o que esperar. Cada dia eu descubro alguma coisa nova de como vai ser o dia a dia na USP e fico mais ansiosa para começar. Tenho certeza que vai ser incrível essa nova fase para conhecer novas pessoas, ter experiências diferentes e aprender um pouco mais sobre o que a vida tem para me ensinar”.