As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Colégio Agostiniano São José realiza a primeira Palestra Escola de Pais de 2019

Vanessa Rabello

08 de abril de 2019 | 07h38

Aconteceu no dia 30 de março, a primeira Escola de Pais do Colégio Agostiniano São José. O tema desta palestra foi “A expectativa dos pais sobre os filhos e seu reflexo na adolescência”, voltada para pais e responsáveis pelos alunos do 7º ano do Ensino Fundamental II à 3ª série do Ensino Médio.

Antigamente, os pais almejavam que xos seus filhos tivessem um bom emprego, fossem bem-sucedidos. Hoje, a principal expectativa é que sejam felizes. Baseados nesta perspectiva, a felicidade torna-se uma obrigação.

Segundo o psicólogo do Colégio, Roger Yamaguishi, as consequências positivas são que os filhos estão mais próximos dos pais, as conversas sobre determinados assuntos, que antigamente não eram discutidos em família, estão mais frequentes. Por outro lado, a obrigatoriedade de ser feliz pode deixar o jovem deprimido, por não conseguir atender às expectativas criadas.

O psicólogo destaca que os afetos existem e precisam ser vivenciados. A tristeza não pode ser vista como proibida, ela faz parte do processo de amadurecimento e é um momento importante para a criação de laços familiares.

Nesta fase é essencial que os pais transmitam a forma como lidam com os erros, com as falhas. Na adolescência, os pais são os espelhos de como encarar as situações mais complicadas que a vida pode apresentar.

“A partir do momento que você mostra ao seu filho os problemas e indica a forma como os encara, você reconhece neste adolescente a maturidade de lidar com algo que é difícil para você”, afirma Roger.

Outro ponto discutido na palestra foi a maneira de se colocar limites aos jovens. Ao impor uma limitação, há uma grande oportunidade de abrir uma narrativa entre pais e filhos. Ao falar um “não” é preciso proferi-lo sem culpa, mas que gere diálogos e não silêncio.

Para finalizar, o psicólogo aconselha “compartilhe com o seu filho o sofrimento, a dificuldade. Viva este momento que é importante para o amadurecimento e para a chegada à vida adulta”.