As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alunos do 4º ano do Colégio Agostiniano São José estudam Cordel, agora Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro

Vanessa Rabello

21 Setembro 2018 | 09h52

O Projeto Cordel, desenvolvido com os alunos do 4º ano, teve como um de seus objetivos propor aos alunos o contato com diferentes culturas e manifestações populares além de auxiliá-los a perceberem a concordância entre as palavras e a variação dos verbos em tempo. O tema gerador do projeto foi a PAZ.

O Colégio Agostiniano São José visa promover as capacidades cognitivas através do desenvolvimento de estratégias de aprendizagem, pensamento reflexivo e crítico por meio dos conteúdos escolares.

Durante as aulas, nossos alunos tiveram a oportunidade de conversar com o cordelista César Obeid, ler vários livros de Cordel, conhecer um pouco da cultura nordestina e descobrir que o Cordel apesar de ser um gênero popular brasileiro, tem sua origem em Portugal.

 

Na primeira semana de setembro os familiares foram convidados a assistirem a apresentação dos alunos declamando cordéis de vários autores e ofertando um folheto do cordel produzido por eles.

 

Tendo como tema gerador a PAZ, as crianças mobilizaram-se para entender o significado da palavra e rever-se enquanto cidadão para a paz. Assim, buscamos atrelar os conteúdos a formação de qualidades morais, traços de caráter, atitudes, convicções e respeito às diferentes manifestações populares.

De encontro com a atividade realizada na Escola, no dia 13 deste mês, o Iphan, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, divulgou em seu site que a partir de agora, a Literatura de Cordel é Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro.

Mais uma ação do Colégio Agostiniano São José que contribuiu para o enriquecimento cultural dos nossos alunos, tão importante para o desenvolvimento intelectual e social.