Universidades da Nova Zelândia realizam série de aulas virtuais para estudantes da América Latina

Universidades da Nova Zelândia realizam série de aulas virtuais para estudantes da América Latina

Andrea Tissenbaum

22 de abril de 2021 | 09h55

Foto: Divulgação Education New Zealand

Foto: Divulgação Education New Zealand

Programação gratuita sobre temas de diversas áreas do conhecimento, acontece de 3 a 6 de maio e inclui certificado de participação. Inscreva-se!

De 3 a 6 de maio, as universidades da Nova Zelândia – todas classificadas entre as melhores do mundo por rankings internacionais como Times Higher Education e QS World Univeristy Rankings – vão realizar uma série inédita de aulas virtuais e gratuitas sobre temas de diversas áreas do conhecimento.

A programação completa está disponível online. Para acompanhar as aulas, que acontecem sempre entre 17h e 18h (horário de Brasília), basta acessar o site e fazer a inscrição. Haverá certificado de participação.

Professoras e professores de sete universidades neozelandesas vão apresentar, em aulas de aproximadamente vinte minutos, uma variedade de temas, desde realidade virtual aplicada à sustentabilidade até turismo, fontes energéticas renováveis, comércio internacional, artes cênicas a partir da perspectiva indígena, entre outros assuntos fundamentais para uma sociedade globalizada e ambientalmente sustentável.

A educação da Nova Zelândia é considerada referência mundial por, através de um ensino prático e colaborativo, promover o pensamento independente e dar ênfase a questões como a preservação do ambiente e o respeito às populações nativas. Um dos conceitos fundamentais da proposta de educação implementada no país é “kaitiakitanga” (palavra do idioma Maori, do povo indígena da Nova Zelândia), que representa cuidar das pessoas e do lugar, preservando os conhecimentos tradicionais em benefício das gerações futuras. A Nova Zelândia também é o país de língua inglesa que melhor educa para o futuro, de acordo com o ranking mundial realizado e divulgado pela The Economist Intelligence Unit.

A semana de aulas voltadas aos países da América Latina contará com sete universidades neozelandesas: Otago University, Auckland University of Technology, Massey University, University of Waikato, Victoria University of Wellington e Lincoln University. As aulas serão ministradas ao vivo em inglês, português e espanhol, com tradução simultânea para português e espanhol.

>> Confira a seguir os temas das aulas e respectivos dias e horários em que serão ministradas.

03/05, 17h
– Tecnologia de Realidade Virtual na Educação: Experiência Imersiva de Aprendizagem sobre Sustentabilidade e Mudanças Climáticas
– A importância do Comércio Global para países, empresas e seus líderes

03/05, 17h30
– Colocalização em destinos turísticos: uma abordagem sistemática
– Empreendedorismo através de imersão internacional

04/05, 17h
– Energia e Sociedade da Nova Zelândia
– Tecnologias de Informação e Comunicação: do Periférico ao Generalizado

04/05, 17h30
– Ganhar dinheiro e aplicá-lo: O imperativo do investimento ambiental, social e de governança (ESG)
– O impacto da pesquisa de engenharia de pós-graduação na Nova Zelândia

05/05, 17h
– Educação para a cidadania global após a crise do Covid-19
– Storytelling no ensino superior usando ArcGIS StoryMaps

05/05, 17h30
– Sinergias tradicionais e contemporâneas: O estudo das artes cênicas a partir de uma perspectiva indígena
– Situação “Win – Win”: colaboração universitária com a indústria

06/05, 17h
– O mundo das PMEs na Aotearoa, Nova Zelândia
– O alvorecer do aprendizado de máquina para dados rápidos e em evolução

06/05, 17h30
– Pesquisa em Design através da prática: Uma visão geral para alunos de mestrado e doutorado
– Planejamento para cidades sensíveis à água

Sobre a Education New Zealand (ENZ)
A Education New Zealand (ENZ) é a principal agência do governo para a divulgação e representação da educação da Nova Zelândia em âmbito internacional. Com o objetivo de tornar a Nova Zelândia conhecida como destino para estudantes internacionais e como a mais importante parceira para conhecimento e serviços ligados à educação, a ENZ conta com 70 funcionários em mais de 20 localidades e é dirigida por uma junta nomeada pelo Ministro de Educação Superior, Competências e Ofícios.

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Também oferece assessoria em educação e carreiras internacionais.
Entre em contato: tissen@uol.com.br

Siga o Blog da Tissen no FacebookTwitter e Instagram.

Fonte: Education New Zealand

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.