Um roteiro para estudar em Milão

Um roteiro para estudar em Milão

Andrea Tissenbaum

20 Junho 2017 | 15h53

Politecnico di Milano | Foto: Kiban, via Wikimedia Commons

Com excelentes universidades e uma forte tradição cultural, artística e científica, Milão é uma opção incrível para quem quer estudar no exterior. 

Milão, na Itália, é a capital da Lombardia. Fundada no século VI antes de Cristo, ao longo do tempo, foi se tornando um importante centro artístico e cultural.

Bem diferente das outras cidades italianas, à primeira vista, Milão dá a impressão de ser um lugar cinza, de difícil acesso. Mas se você explorar sua riqueza histórica e beleza, acaba se apaixonando. Interessante, linda e cosmopolita, Milão integra ao seu cotidiano uma arquitetura de tirar o fôlego. Como o Duomo, a Catedral gótica, cuja construção foi iniciada em 1386 e finalizada em 1813.

Duomo | Jakub Halun, via Wikimedia Commons

Milão é recheada de arte. Leonardo Da Vinci, o gênio Renascentista, ali viveu por 18 anos, na corte de Ludovico Sforza. Seu legado artístico marca a cidade, e a imponente Última Ceia, uma obra prima, captura a atenção dos visitantes. A Pinacoteca di Brera, reúne uma importante coleção de artistas italianos como Rafael e Tintoretto. O La Scala, fundado em 1778, é a casa de ópera mais famosa do mundo. E se você é apaixonado por história, não deve perder o Castello Sforzesco, o Museo Nacional de Ciência e Tecnologia Leonardo Da Vinci e o Museo Stórico Alfa Romeo, da famosa marca fabricante de automóveis italiano.

A Última Ceia | Leonardo Da Vinci | Public Domain, via Wikimedia Commons

Entre o Duomo e a Piazza Scalla, está a Galleria Vittorio Emanuele II. O belíssimo edifício em forma de cruz, construído no século 19, abriga detalhes que merecem ser olhados com calma. No piso do octógono central, procure pelo Touro em meio ao mosaico no chão. Com o calcanhar do pé direito, pise sobre os testículos do animal e dê um giro sobre ele. Dizem que dá sorte.

Galleria Vittorio Emanuele | Foto: Paul Bica, via Flickr

Mas Milão não vive só do passado. Há também museus modernos, como o Triennali di Milano e a Galleria d’Arte Moderna. Por falar nisso, a cidade é hoje considerada a capital mundial do design e uma das principais capitais mundiais da moda, juntamente com Nova York, Paris e Londres.

A cidade é multicultural e apaixonada por futebol. Milão é a casa de dois times famosos internacionalmente, o Milan e o Inter. Não deixe de ir a um jogo no estádio Giuseppe Meazza!

Estádio Giuseppe Meazza | Foto: Johnny Vulkan, via Wikimedia Commons

Uma outra atração milanesa é a culinária. Da pizza e sorvete ao macarrão e todo tipo de massa, você se deliciará com a comida. Milão é a terra do risotto, da cotoletta, do ossobuco, do minestrone e do panettone. Ainda bem que quase tudo na cidade é feito a pé, como me disse uma aluna que estudou ali por um ano!

O Metropolitano de Milão é a rede de metrô local. Pelo site oficial, você pode se informar sobre os horários dos trens e os preços das passagens. Os planos para estudantes são mais baratos – o mensal custa € 22 e o anual, € 200. Outro meio de transporte importante é o ônibus elétrico. É fácil mover-se, mas não deixe de caminhar e apreciar o visual.

Elétrico | Foto: Blackcat, via Wikimedia Commons

Como estudante, com certeza você se unirá aos moradores locais para o aperitivo, similar ao happy hour. Os milaneses costumam se reunir em bares e restaurantes das 19h às 21h para conversar, comer petiscos e tomar drinks. Não importa em qual das quatro estações do ano, por sinal, muito bem definidas.

Politecnico di Milano | Foto: Neq00, via Wikimedia Commons

Por falar em estudar, as universidades em Milão são de primeira linha e muitos cursos são ministrados em inglês. O Politecnico di Milano está entre as 180 melhores instituições de ensino do mundo, segundo o ranking da QS Top Universities. A Università Degli Studi di Milano (Unimi) oferece 128 programas de graduação e está entre as 300 melhores, segundo o Times Higher Education.

Università Cattolica del Sacro Cuore | Foto: LucaChp, via Wikimedia Commons

Outras excelentes opções são a Università degli Studi di Milano-Bicocca, a Università Cattolica del Sacro Cuore, a Accademia di Belle Arti di Brera, o Instituto Marangoni, e o Istituto Europeo di Design.

Para quem quer fazer um bom curso em business, a Università Commerciale Luigi Bocconi é uma opção especial. Seu mestrado em finanças foi ranqueado como o 7o melhor do mundo, e sua escola de negócios manteve a 25a posição em 2017. Visitei Bocconi há alguns anos e me encantei com o campus, a qualidade do ensino e a atenção oferecida aos estudantes internacionais.

Università Bocconi | Foto: Sarabrag, via Flickr

O governo italiano oferece bolsas de estudo para cursos de mestrado, doutorado e língua e cultura italiana. Universidades como a Bocconi e a Unimi também têm opções de bolsas para estudantes internacionais. Explore os sites das instituições de ensino de sua escolha e confira, sempre há ofertas!

Estudantes internacionais devem entrar em contato com a Secretaria Internacional da universidade na qual estiverem interessados, para saber quais são os requisitos de admissão. Antes de começar o processo pela universidade, faça um pedido de pré-inscrição e envie ao consulado ou embaixada italiana mais próxima de você, juntamente com outros documentos traduzidos para o italiano. Cabe ao consulado certificar, avaliando os seus documentos obrigatórios, se você se enquadra nos requisitos universitários do país.

Um documento importante para o processo seletivo na Itália é a Dichiarazione di Valoro in Loco (DV), emitida pelo consulado para comprovar sua qualificação, de acordo com a avaliação dos títulos de estudo obtidos no exterior. Após a aprovação da pré-inscrição, o próprio consulado envia os documentos à universidade italiana.

Estudantes | Foto: Nicu Buculei, via Flickr

Há dois diferentes tipos de visto de estudante para a Itália. Você deverá preencher o Formulário de Requerimento de Visto e uma Declaração de Garantia de/ou Hospedagem, disponíveis no site oficial do consulado. Na sequência, faça um agendamento prévio pelo aplicativo PRENOTA ON-LINE.

A Itália tem consulados gerais e vice consulados honorários em diversas cidades brasileiras, confira a lista AQUI.

Palazzo di Brera | Foto: Paolo da Reggio, via Wikimedia Commons

Apesar do custo de vida em Milão ser alto, ainda é mais baixo do que em outras cidades europeias, americanas e australianas. Suas opções de moradia certamente definirão o quanto você vai gastar mensalmente. Mas não desanime, organize seu orçamento, explore opções de bolsas de estudo e acomode seus desejos à sua realidade.

Faça parte desta vibrante cidade, que tem excelentes universidades e uma forte tradição cultural, artística e científica. Acredite, você nunca mais será o mesmo!

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Siga o Blog da Tissen no Facebook e no Twitter.