Programa Para Mulheres na Ciência abre inscrições

Programa Para Mulheres na Ciência abre inscrições

Andrea Tissenbaum

23 de março de 2021 | 11h46

Programa Para Mulheres na Ciência | Foto: National Cancer Institute, via Unsplash

Programa Para Mulheres na Ciência | Foto: National Cancer Institute, via Unsplash

Em sua 16a edição, premiação amplia as oportunidades para cientistas que são mães. Inscrições até 10/05. 

Estão abertas as inscrições para o programa Para Mulheres na Ciência. Em sua 16ª edição no Brasil, este ano a importância da inclusão é reforçada, ampliando o prazo de conclusão do doutorado para cientistas que são mães.

Realizado pela L’Oréal, em parceria com a UNESCO no Brasil e a Academia Brasileira de Ciências, o prêmio tem como objetivo promover e reconhecer a participação da mulher na ciência, favorecendo o equilíbrio dos gêneros no cenário nacional. Sete jovens pesquisadoras das áreas de Ciências da Vida, Ciências Físicas, Ciências Químicas e Matemática serão contempladas com uma bolsa-auxílio de 50 mil reais, para dar prosseguimento aos seus estudos.

As inscrições vão até o dia 10 de maio e as vencedoras serão conhecidas a partir de agosto.

Candidatas sem filhos devem ter concluído o doutorado a partir de 01 de janeiro de 2014. Para cientistas que são mães de um filho, esse prazo se estende por mais um ano (2013) e, para as que têm dois ou mais filhos, por mais dois anos (2012). Entre outros requisitos, devem ter residência estável no Brasil e desenvolver projetos de pesquisa em instituições nacionais. O regulamento completo e mais informações sobre o programa estão disponíveis no site do Para Mulheres na Ciência.

Em 2020, em ocasião dos 15 anos do programa, a L’Oréal fez uma pesquisa, em parceria com o instituto inglês Kite Insights, desvendando os obstáculos encontrados pelas cientistas. Os desafios da vida pessoal e a maternidade foram apontados como os principais em suas carreiras. Para ajudar as cientistas a vencê-los, a L’Oréal, a Academia Brasileira de Ciências e a Unesco, ajustaram o regulamento do programa no Brasil, ampliando a oportunidade para as mães cientistas.

Ao longo de 16 anos, o programa Para Mulheres na Ciência já reconheceu e incentivou 103 cientistas brasileiras, premiando a relevância dos seus trabalhos com a distribuição mais de R$ 4,3 milhões em bolsas-auxílio.

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Também oferece assessoria em educação e carreiras internacionais.
Entre em contato: tissen@uol.com.br

Siga o Blog da Tissen no FacebookTwitter e Instagram.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.