Já pensou em estudar na Suécia?

Já pensou em estudar na Suécia?

Andrea Tissenbaum

05 de setembro de 2019 | 11h04

Chalmers University of Technology, Suécia | Foto: Johan Bodell (Chalmers), via Wikimedia Commons

Chalmers University of Technology, Suécia | Foto: Johan Bodell (Chalmers), via Wikimedia Commons

Ótima opção para quem está pensando em estudar no exterior, país marca presença no Salão do Estudante, com seis universidades, a partir de 09/09.

Não faltam razões para quem quer estudar fora colocar a Suécia na lista de melhores destinos. Localizada no norte da Europa, fazendo divisa com a Noruega e a Finlândia, a Suécia tem como capital Estocolmo, uma das cidades mais limpas e seguras do mundo, com vida cultural bastante intensa e rica gastronomia.

O país nórdico, tem algumas das melhores universidades do mundo e é considerado uma das sociedades mais desenvolvidas do planeta. É a terra da inovação. Não é por acaso que é berço de empresas de sucesso, como Ikea, Volvo, Ericsson e H&M, Skype, Scania, Astra Zeneca, ABB e Spotify, dentre muitas outras.

Atualmente, mais de 1500 brasileiros fazem mestrado na Suécia e vale dizer que 95% dos programas são oferecidos em inglês. Os cursos mais procurados são nas áreas de Tecnologia, Negócios, Ciências Sociais, Ciências humanas, Saúde, Medicina e Estudos Interdisciplinares (Engenharia). As universidades, que mantêm forte conexão com empresas, incentivam os alunos a colocar em prática o que aprendem, em ambientes de trabalho reais. Isso permite que eles adquiram experiência e, desde cedo, façam contatos profissionais que serão muito úteis em suas carreiras.

No que diz respeito aos custos, quem pretende estudar na Suécia precisa pagar em torno de 80 mil coroas suecas por ano letivo, o que corresponde a cerca de 34 mil  reais. No entanto, existem bolsas de mestrado oferecidas pelo Instituto Sueco, pagas pelo governo do país.

Outra boa notícia é que cidadãos brasileiros, portadores de passaporte europeu, podem estudar no país na modalidade tuition-free, ou seja, sem pagar a universidade. E por falar em documentação, alunos admitidos em um curso de mais de três meses de duração, precisam de uma permissão de residência para estudantes. O site da embaixada da Suécia oferece todas as informações sobre a documentação necessária para fazer a solicitação desse visto.

>> Leia mais: Suécia, a terra da igualdade

 Se você se interessou em estudar na Suécia não pode perder o Salão do Estudante deste ano, que começará dia 09, no Rio de Janeiro, e segue por mais cinco cidades brasileiras até 20 de setembro. Lá estarão presentes representantes de universidades suecas e da agência governamental Study in Sweden, para tirar todas as dúvidas de quem quer fazer um curso superior, está em busca uma carreira internacional ou procura um diferencial no currículo.

Confira as universidades suecas que estarão presentes no Salão do Estudante:

  • Umea University – Faculty of Science & Technology 
  • Chalmers University of Technology
  • Halmstad University
  • Linköping University 
  • Linnaeus University
  • Lund University
  • Study in Sweden (Governo da Suécia)

A participação é gratuita e as inscrições devem ser feitas pelo site. Não perca! Estarei em São Paulo, no dia 15 de setembro, para falar dos “Mitos e Verdades sobre Estudar no Exterior”

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Também oferece assessoria em educação e carreiras internacionais
Entre em contato: 
tissen@uol.com.br

Siga o Blog da Tissen no FacebookTwitter Instagram.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.