Inovação na Nova Zelândia é tema de evento em São Paulo

Inovação na Nova Zelândia é tema de evento em São Paulo

Andrea Tissenbaum

30 de outubro de 2019 | 07h37

Auckland Tower | Nova Zelândia | Crédito: Divulgação

Auckland Tower | Nova Zelândia | Crédito: Divulgação

Sete professores de universidades neozelandesas vão debater o papel das instituições de ensino na criação de um ambiente de estímulo à inovação. Participe!

Hoje à noite (30/10), em São Paulo, sete acadêmicos de importantes universidades neozelandesas vão debater o papel das instituições de ensino superior e da educação na criação de um ambiente de estímulo à criação inovadora em áreas como empreendedorismo, tecnologia e ciência. O evento “Inovação na Nova Zelândia” é aberto ao público e a entrada é gratuita.

Já pensou em estudar e trabalhar na Nova Zelândia?

Esses professores ocupam cargos de direção nas universidades da Nova Zelândia e desenvolvem pesquisas em diferentes áreas do conhecimento, como agricultura, geografia, química, engenharia e saúde, entre outras. Eles estão no Brasil para visitar universidades brasileiras e estabelecer parcerias acadêmicas que envolvem desde mobilidade de alunos e pesquisadores a bolsas de estudo. Veja quem eles são: Dr. Hugh Brisby, Lincoln University; Dr. John Lowry, Massey University; Dr. Benedikt Fischer, University of Auckland; Dr. James Carson, University of Waikato; Dr. Richard Watt, University of Canterbury; Dr. Joel Tyndall, University of Otago e Dr. Arun Elias, Victoria University of Wellington.

Estudar em Auckland, Nova Zelândia

Uma das nações que melhor educa para o futuro, a Nova Zelândia ocupa a terceira posição do ranking mundial realizado e divulgado pela The Economist Intelligence Unit. Todas as universidades neozelandesas estão classificadas entre as melhores do globo, de acordo com o conceituado índice internacional QS World University Rankings. Além disso, a educação da Nova Zelândia também é destaque no ranking da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) que define os melhores países para atração de talentos internacionais – estudantes de graduação e pesquisadores de mestrado e doutorado.

Estudar em Wellington, Nova Zelândia

A competição global por trabalhadores altamente qualificados, mote do estudo OECD Indicators of Talent Attractiveness, leva em consideração como os países atraem mão de obra especializada (estudantes universitários e pesquisadores). O nível de atração dos países foi dividido em três categorias: trabalhadores altamente qualificados, empreendedores e estudantes universitários. A Nova Zelândia aparece entre os 10 primeiros em todos as listas. É o 2º entre os empreendedores, 4º entre os trabalhadores altamente qualificados e 9º entre estudantes universitários.

>> Serviço – Inovação na Nova Zelândia
Data: 30/10/2019
Horário: 19h30 às 21h
Endereço: Hotel InterContinental | Alameda Santos, 1123 – Jd. Paulista

> Credenciamento de jornalistas: (11) 3253 3227 | thiago.reboucas@agenciagalo.com

Sobre a Education New Zealand
A Education New Zealand (ENZ) é a principal agência do governo para a divulgação e representação da educação da Nova Zelândia em âmbito internacional. Com o objetivo de tornar a Nova Zelândia conhecida como destino para estudantes internacionais e como a mais importante parceira para conhecimento e serviços ligados à educação, a ENZ conta com 70 funcionários em mais de 20 localidades e é dirigida por uma junta nomeada pelo Ministro de Educação Superior, Competências e Ofícios.

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Também oferece assessoria em educação e carreiras internacionais
Entre em contato: tissen@uol.com.br

Siga o Blog da Tissen no Facebook, Twitter e Instagram.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: