Fulbright oferece mais de 100 bolsas para brasileiros nos EUA

Fulbright oferece mais de 100 bolsas para brasileiros nos EUA

Andrea Tissenbaum

15 de junho de 2021 | 09h54

Bolsas Fulbright | Foto: Rochelle Nicole, via Unsplash

Bolsas Fulbright | Foto: Rochelle Nicole, via Unsplash

Oportunidades contemplam profissionais em meio de carreira, graduados em letras, doutorandos de qualquer área e professores/pesquisadores.

A Comissão Fulbright no Brasil oferece oportunidades acadêmicas para brasileiros recém formados em letras, roteiristas, estudantes de doutorado, professores universitários e pesquisadores. No total, são mais de 100 bolsas em 11 programas diferentes nas melhores universidades dos Estados Unidos.  As candidaturas devem ser feitas online no site da Fulbright Brasil até 1 de agosto para os programas já divulgados. As bolsas cobrem seguro-saúde, despesas de passagem aérea, manutenção nos EUA, e o visto J1 entre outros benefícios.

A grande novidade de 2021, além do aumento de bolsas nos programas Foreign Language Teaching Assistant – FLTA, doutorado sanduíche e professor visitante, é que a Fulbright Brasil vai aceitar o Duolingo Test of English para inscrição nos programas FLTA e doutorado sanduíche.

Para tirar suas dúvidas, assista as lives com ex-bolsistas e os coordenadores dos programas que, no mês de junho, acontecem todas as quartas às 10h no canal da Fulbright no YouTube. Os eventos são online e gratuitos.

> Conheça os editais que estão abertos neste momento:

  • Doutorado sanduíche: estudantes de doutorado em todas as áreas do conhecimento podem se candidatar a uma das 40 bolsas de nove meses de duração com início em agosto/setembro de 2022 e término em abril/maio do ano seguinte.  Confira o perfil dos selecionados para o programa de doutorado sanduíche  em 2020/2021.
  • Bolsa para ensinar português: o Foreign Language Teaching Assistant (FLTA) oferece até 20 bolsas de nove meses de duração para brasileiros ensinarem português nos EUA. Os selecionados são alocados em universidades estadunidenses, onde auxiliam no ensino de português e frequentam cursos sobre a cultura e história dos EUA, além de outras disciplinas de interesse dos FLTAs.
  • Professor /pesquisador visitante: professores e pesquisadores de todas as disciplinas, com mais de sete anos após o doutorado, podem-se candidatar a 20 bolsas de três ou quatro meses de duração para realizar pesquisas e/ou ministrar palestras em instituições de ensino superior ou centros de pesquisa nos Estados Unidos. O candidato deve apresentar carta de aceite da instituição anfitriã nos EUA.
  • Professor/ pesquisador júnior: o programa oferece até 20 bolsas destinadas a jovens doutores, ativos no ensino de pós-graduação/graduação, em qualquer área do conhecimento, que possuam vínculo permanente com Instituições de Ensino Superior e/ou de pesquisa brasileiras. O programa tem duração de três ou quatro meses.
  • Cátedra na Emory University: voltada para um professor/pesquisador para realizar pesquisa, cursos e ocasionalmente ministrar palestras e seminários para estudantes de pós-graduação na Emory University, em Atlanta. As atividades devem ser relacionadas a áreas como humanidades, ciência, ciências sociais, artes, direito, biomedicina, saúde pública, enfermagem e administração.
  • Estudos Brasileiros na Universidade de Massachusetts Amherst: para professores e pesquisadores com comprovada experiência nas áreas de relações raciais, estudos feministas/de gênero, movimentos sociais, políticas sociais, linguística e/ou antropologia cultural, ideologia de linguagem, sociologia política, economia política, história, estudos culturais e/ou comunicação. O selecionado deverá lecionar uma disciplina para pós-graduação, em sua área de especialidade.
  • Saúde Global na University of New Jersey, Rutgers: oportunidade de ensino e pesquisa na área de saúde global para professores e pesquisadores brasileiros.
  • Artes na Universidade de Indiana, Bloomington: oportunidade para artistas e pesquisadores realizarem performances, pesquisas ou ministrarem cursos.
  • Saúde Pública na University of California, San Diego: oportunidade para professores e pesquisadores da área de saúde pública realizarem pesquisa e ministrarem aulas.
  • Mestrado em Roteiro de Cinema – MFA: a oportunidade cobre todos os custos de uma pós-graduação em roteiro de cinema ou TV em escolas renomadas dos Estados Unidos.
  • Cátedra Dra Ruth Cardoso Chair na Georgetown University: bolsa para um pesquisador/professor sênior que atuem nas áreas de Antropologia, Ciência Política, Sociologia e História do Brasil, com enfoque em processos sociais e políticos contemporâneos; para atividades de docência e pesquisa por até 9 meses.

> Confira todas as bolsas disponíveis e por serem divulgadas no site da Comissão Fulbright.

Sobre a Comissão Fulbright:

A Comissão Fulbright, desde 1957, já beneficiou mais de 3.500 brasileiros. Nesses 75 anos, mais de 370 mil bolsas de estudo, pesquisa e docência já foram concedidas pelo programa Fulbright a cidadãos norte-americanos e de outros 150 países.

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Também oferece assessoria em educação e carreiras internacionais.
Entre em contato: tissen@uol.com.br

Siga o Blog da Tissen no FacebookTwitter e Instagram.

Fonte: Fulbright Brasil

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.