Candidaturas abertas para estudar na França em 2022

Candidaturas abertas para estudar na França em 2022

Andrea Tissenbaum

30 de outubro de 2021 | 07h58

Foto: Johanna Buguetu, via Unsplash

Foto: Johanna Buguetu, via Unsplash

O Campus France Brasil, recebe, até dezembro de 2021, candidaturas para cursos de graduação e pós-graduação na França através de plataforma virtual. 

O Campus France Brasil, agência oficial do governo francês responsável pela promoção do ensino superior, recebe, até dezembro de 2021, as candidaturas de brasileiros e estrangeiros residentes no Brasil para cursos de graduação e pós-graduação na França. A plataforma virtual permite que o candidato escolha mais de uma opção de curso, em instituições públicas ou privadas, aumentando as chances de admissão.

Para participar do processo seletivo é preciso criar um dossiê eletrônico com informações sobre o percurso acadêmico e profissional, além da carta de motivação e outros anexos. Candidatos podem pleitear o ingresso no 1º ano da graduação ou realizar uma espécie de transferência, com ingresso no 2º ou 3º ano da formação, além do Master. A data limite para envio dos dossiês varia entre 14 e 23 de dezembro, dependendo do projeto de estudos do aluno. As informações detalhadas sobre o calendário e o processo de candidatura estão disponíveis no site do Campus France Brasil.

> Demanda crescente por cursos no exterior

Mesmo no contexto da pandemia, é notável o crescente interesse de brasileiros por formações superiores na França. Em 2021, houve um aumento de quase 40% do número de candidatos em relação a campanha de 2020. A excelência do ensino francês aliada ao custo relativamente baixo dos estudos é um dos principais fatores de escolha dos alunos estrangeiros. Nas universidades e escolas públicas, parcialmente subsidiadas pelo governo, as taxas variam entre 400 e 3.770 euros anuais. Desde a candidatura, interessados concorrem automaticamente a bolsas de exoneração parcial dessas taxas, que podem ser reduzidas a até 243 euros por ano. Nas instituições de ensino privadas, no entanto, o custo dos estudos pode variar entre cinco e dezesseis mil euros por ano.

Com o visto de estudante de longa permanência, é possível trabalhar meio período. Alunos das instituições francesas ainda têm acesso a restaurantes universitários, auxílio-moradia e planos especiais para transporte. Além disso, os brasileiros que vão para a França podem se candidatar a diversas bolsas de estudos.

Todos os anos, mais de 300 mil estudantes estrangeiros são acolhidos pelas universidades e outras instituições de ensino superior francesas. Segundo dados da Unesco, a França é o 5º país do mundo que mais recebe estudantes internacionais. O Brasil, representado por mais de cinco mil alunos, é o primeiro país latino-americano e o 15º do mundo em termos de presença nas universidades francesas.

Sobre o Campus France
Com escritórios em mais de 120 países, Campus France é a agência governamental francesa responsável pela promoção do ensino superior, o acolhimento e a mobilidade internacional. Ligada ao Ministério do Ensino Superior e da Pesquisa e ao Ministério das Relações Exteriores, no Brasil, está vinculada ao Serviço de Cooperação e de Ação Cultural da Embaixada da França.

A agência Campus France Brasil oferece orientação personalizada e gratuita aos interessados em estudar na França e centraliza o procedimento de candidatura para grande parte das universidades do país europeu. Atualmente, conta com escritórios em São Paulo, Recife, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Brasília.

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Também oferece assessoria em educação e carreiras internacionais.
Entre em contato: tissenglobal@gmail.com

Siga o Blog da Tissen no FacebookTwitter e Instagram.

Fonte: Campus France Brasil

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.