Bolsas para graduação na Sciences Po, França

Bolsas para graduação na Sciences Po, França

Andrea Tissenbaum

28 de fevereiro de 2019 | 15h53

Campus da Sciences Po em Reims, França | Foto: Morogio97, via Wikimedia Commons

Campus da Sciences Po em Reims, França | Foto: Morogio97, via Wikimedia Commons

As inscrições para o programa de bolsas Émile Boutmy vão até 8/04. Imagine fazer sua graduação nesta renomada instituição de ensino francesa!

Destinado a estudantes estrangeiros que desejam seguir cursos de graduação na Sciences Po, o programa de bolsas Émile Boutmy foi criado pela instituição em homenagem ao seu fundador (1871).

Interessados que estejam se candidatando pela primeira vez a um programa de Collège Universitaire (graduação), com duração de três anos podem participar. 

Um dos mais respeitados centros de estudos sociais e políticos do mundo, o Collège Universitaire da Sciences Po é formado por sete campi: Dijon, Le Havre, Menton, Nancy, Paris, Poitiers e Reims. Todos os alunos seguem um currículo básico nas ciências sociais, escolhem uma especialização (major) multidisciplinar no segundo ano e seguem aprofundando seus estudos no exterior em seu terceiro ano. Os programas em todos os campi levam a um diploma de Bacharelado em Artes.

O campus de Paris oferece um programa geral e três diplomas duplos: com a Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne em matemática aplicada, Paris-Sorbonne (Paris IV) em história, literatura ou filosofia, e a Université Paris 6 Pierre e Marie Curie (UPMC) em matemática, física, biologia ou química.

O processo de candidaturas é online e vai até o dia 8 de abril. Consulte todas as informações sobre o calendário e documentação exigida na página de admissões para os Collège Universitaire.   

Para concorrer à bolsa, o estudante deve indicar interesse na seção de “Informações financeiras” em seu dossiê. Documentos de comprovação de renda e certificados de proficiência no idioma devem ser anexados. 

As bolsas cobrem todo o curso e variam entre três e 12,3 mil euros por ano, podendo chegar excepcionalmente a 19 mil euros pelos três anos de formação. Os montantes são definidos por um júri de admissão, tendo como critérios a excelência acadêmica, adequação do perfil ao curso escolhido e condição social. 

Estudantes com dupla nacionalidade (Brasil-Europa) não se enquadram no programa de bolsas Émile Boutmy.

Saiba mais sobre o programa de bolsas Émile Boutmy, AQUIPara conhecer outros auxílios fornecidos pela instituição, acesse o site.   

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Também oferece assessoria em educação e carreiras internacionais
Entre em contato: tissen@uol.com.br

Siga o Blog da Tissen no InstagramFacebook e Twitter.