Bolsas CAPES – Fulbright para professores de inglês

Bolsas CAPES – Fulbright para professores de inglês

Andrea Tissenbaum

14 de janeiro de 2020 | 06h33

Bolsas CAPES - Fulbright para professores de inglês | Foto: NeONBRAND, via Unsplash

Bolsas CAPES – Fulbright para professores de inglês | Foto: NeONBRAND, via Unsplash

486 professores de inglês da rede pública serão selecionados para cursos em universidades nos EUA. Inscrições até 14/02. 

A CAPES, com o apoio da Comissão Fulbright no Brasil, está oferecendo bolsas para o Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores de Língua Inglesa – PDPI nos EUA.

As bolsas são para cursos intensivos de inglês de seis semanas, nas melhores universidades dos Estados Unidos, que acontecerão entre junho e agosto de 2020. Até 486 professores de inglês da rede pública serão selecionados.

Os cursos têm por objetivo promover o desenvolvimento profissional de professores de língua inglesa por meio:
– Do fortalecimento do domínio das quatro habilidades linguísticas: compreender, falar, ler e escrever em inglês.
– Da imersão no cotidiano de um país de língua inglesa, ampliando sua capacidade de contextualização histórica e cultural no ensino do idioma.
– Do compartilhamento de metodologias de ensino, aprendizagem e avaliação que estimulem o aperfeiçoamento do processo ensino/aprendizagem.

>> Modalidades de cursos oferecidos aos professores de língua inglesa:
– Aprimoramento em inglês, em nível intermediário I
– Aprimoramento em inglês, em nível intermediário II
– Aprimoramento em inglês, em nível avançado

As três modalidades contam com componentes específicos para o desenvolvimento de metodologias e objetos de aprendizagem que deverão ser disseminados pelo professor bolsista após o retorno ao Brasil.

As inscrições estão abertas até 14 de fevereiro e podem ser feitas online no site da Comissão Fulbright Brasil.

O que é preciso para participar:
– Ter nacionalidade brasileira. Estrangeiros podem participar desde que sejam residentes no Brasil com visto permanente.
– Ser professor concursado, com estágio probatório concluído e estar ministrando, no ato da inscrição e até a implementação da bolsa, aulas de língua inglesa na rede pública estadual, municipal ou distrital de educação básica.
– Carecer, quando da concessão da bolsa, em seu exercício laboral por tempo não inferior a cinco anos para obter aposentadoria.
– Realizar o teste de avaliação de nível de proficiência em língua inglesa TOEFL ITP, conforme edital do programa.
– Não receber bolsa ou benefício financeiro de outras entidades brasileiras e/ou americanas para objetivos similares ao deste edital.

Observação: não serão aceitas candidaturas de professores contratados em caráter temporário.

O que a bolsa inclui:
– Passagem aérea internacional de ida e volta em classe econômica promocional e ajuda de custo no valor de 500 dólares americanos.
– Reembolso da taxa de solicitação de visto (MRV) no valor de 160 dólares.
– Deslocamento nos EUA: aeroporto/universidade/aeroporto.
– Alojamento no campus universitário.
– Seguro saúde e alimentação.
– Taxas escolares e materiais didáticos a serem utilizados nos cursos.
– Passagem aérea nacional e hospedagem para participação na orientação pré-partida.

Leia o edital completo do programa no antes de fazer sua inscrição AQUI.

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Também oferece assessoria em educação e carreiras internacionais
Entre em contato: tissen@uol.com.br

Siga o Blog da Tissen no Facebook, Twitter e Instagram.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: