As melhores cidades para estudar em 2022

As melhores cidades para estudar em 2022

Andrea Tissenbaum

12 de agosto de 2021 | 10h25

Londres | Foto: Eva Dang, via Unsplash

Londres | Foto: Eva Dang, via Unsplash

A QS Quacquarelli Symonds acaba de lançar a 9ª edição do ranking das melhores cidades do mundo para estudantes. 

A QS Quacquarelli Symonds, empresa britânica especializada em educação internacional e responsável pelo QS World University Rankings, acaba de lança a nona edição do QS Best Student Cities Ranking.

Os resultados permitem que estudantes internacionais possam comparar 115 destinos educacionais de primeira linha. Este ano, Londres manteve seu status de melhor cidade estudantil do mundo pela terceira edição consecutiva. Munique passou para a 2ª posição e Seul para a 3ª, dividindo a medalha de bronze com a anfitriã olímpica, Tóquio.

A ascendência de Londres se deve a alta concentração de universidades mundialmente reconhecidas na cidade e ao feedback extremamente positivo dos alunos que ali estudaram, atingindo a nota de 98,4 / 100 para Student View (visão estudantil), um resultado superado apenas por Berlim. Além disso, Londres oferece ótimas oportunidades de carreira para alunos formados, ocupando a 4ª posição na métrica de empregabilidade e um surpreendente nível de abertura para estudantes internacionais, alcançando a melhor pontuação do mundo (95,9 / 100) no quesito Student Mix (mix de alunos).

QS Best Student Cities | Top 10 | QS Quacquarelli Symonds

QS Best Student Cities | Top 10 | QS Quacquarelli Symonds

Outros destaques do QS Best Student Cities Ranking:

  • A cidade de Boston ganha o 9º lugar pela primeira vez, compartilhando a posição com as duas líderes anteriores, Paris e Montreal.
  • Alemanha e Austrália são os únicos países com duas das dez melhores cidades estudantis do mundo.
  • As 15 cidades classificadas dos Estados Unidos estão sofrendo um declínio sistêmico no indicador Desejabilidade.
  • Buenos Aires é o destino número um dos estudantes na América Latina (22º lugar).
  • Lausanne, na Suíça, tem uma estréia notável no ranking, ficando na 19ª posição.
  • Moscou e Pequim se classificam entre as trinta primeiras, compartilhando a 25ª posição.
  • Impulsionadas por declínios no quesito Empregabilidade, cinco das sete cidades classificadas da Austrália caíram de posição.
  • As três cidades espanholas classificadas sofreram quedas de dois dígitos em sua posição no ranking.

Para Ben Sowter, diretor de pesquisa da QS, “as respostas à nossa pesquisa com alunos que estudaram em Londres deixam claro que a cidade ainda oferece excelentes oportunidades culturais, econômicas e educacionais. Com duas das dez melhores universidades do mundo situadas ali, Londres continua sendo um centro educacional de liderança mundial. No entanto, casos de COVID em aumento exponencial e os efeitos persistentes do Brexit podem servir para minar a posição privilegiada de Londres”.

Por essas e outras razões, quero lembrar a quem está montando seu planejamento de estudar no exterior que rankings são ótimos norteadores, especialmente quando usam uma metodologia sólida e segura, como os da QS Quacquarelli Symonds. No entanto, eles estão longe de ser uma verdade absoluta, na medida em que as melhores cidades e universidades são aquelas que se encaixam perfeitamente ao perfil pessoal e acadêmico de cada estudante. Por isso, ao analisar um ranking, não se atenha apenas às primeiras 25 listadas. Procure entender quais são os melhores lugares para você estudar no exterior e pesquise quais instituições de ensino e cidades oferecerão as condições mais adequadas para a sua jornada internacional.

A QS classifica cidades com uma população de pelo menos 250 mil habitantes e pelo menos duas universidades classificadas no QS World University Rankings. O ranking oferece uma visão sobre as experiências e sentimentos de alunos em potencial e ex-alunos – mais de 95 mil respostas contribuíram para os índices de Desejabilidade (alunos em potencial) e Visão do Aluno (ex-alunos).

Conheça todos os detalhes sobre a metodologia do QS Best Student Cities Ranking AQUI. Navegue por todos os outros rankings criados pela QS AQUI.

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Também oferece assessoria em educação e carreiras internacionais.
Entre em contato: tissenglobal@gmail.com

Siga o Blog da Tissen no FacebookTwitter e Instagram.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.