Alemanha procura por lideranças do futuro

Alemanha procura por lideranças do futuro

Andrea Tissenbaum

25 de agosto de 2020 | 09h59

German Chancellor Fellowship | Blog da Tissen | Foto: Ac Almelor, via Unsplash

German Chancellor Fellowship | Blog da Tissen | Foto: Ac Almelor, via Unsplash

As inscrições para a German Chancellor Fellowship vão até 15/09. São 12 meses de bolsa integral para você desenvolver seu projeto de impacto!

O programa German Chancellor Fellowship, da Fundação Alexander von Humboldt, está com as inscrições abertas até o dia 15 de setembro. Destinado a profissionais formados, com visão internacional e experiência inicial de liderança, o programa busca por potenciais tomadores de decisão, multiplicadores e formadores de opinião nas áreas de política, administração pública, negócios, mídia, sociedade e cultura.

As bolsas oferecem a oportunidade de passar um ano na Alemanha junto a uma rede de outras lideranças internacionais, com o objetivo de explorar novas soluções para as questões globais de nossos tempos. Além da intensa vivência internacional, a experiência certamente vai expandir seus conhecimentos e ampliar suas habilidades inter-culturais.

Durante sua estada na Alemanha, os Chancellor Fellows desenvolvem projetos de pesquisa em instituições anfitriãs, onde são supervisionados por profissionais que eles próprios selecionam, com o nível de especialização necessário para orientá-los.  Os projetos devem ter relevância social e impacto visível publicamente a longo prazo. Após o término da bolsa, vão atuar como pontes entre seus países e a Alemanha e continuar a fazer parte da Rede Humboldt mundial, através da qual ex-alunos se mantém em permanente contato.

Anualmente, a Fundação Alexander von Humboldt concede até 50 bolsas de estudo, 10 das quais são destinadas a lideranças do Brasil. As demais são divididas entre bolsistas da China, Estados Unidos, Índia e Rússia.

>> O que é necessário para fazer sua candidatura:

– Ter cidadania brasileira.
– Trabalhar em áreas como política, negócios, mídia, administração, sociedade e cultura.
– Demonstrar experiência inicial com liderança.
– Ter completado um Bacharelado ou titulação correspondente há não mais que 12 anos quando iniciar o programa.
– Desejar conduzir um projeto independente com um anfitrião de sua escolha na Alemanha.
– Ter bom conhecimento de inglês ou alemão.

OBS: Antes de se inscrever, você deve discutir os detalhes do seu projeto com o anfitrião (host) de sua escolha. Ele/Ela pode ser qualquer pessoa que trabalhe em uma instituição pública ou privada na Alemanha e tenha experiência relacionada ao seu projeto planejado. Use seus contatos profissionais ou pessoais. Você conhece alguém que tenha conexões com a Alemanha e possa ajudá-lo a encontrar pessoas ou encaminhá-lo? Fale com empresas ou organizações alemãs em seu país que possam lhe apresentar contatos na Alemanha. O Instituto Goethe, a embaixada e o consulado alemão ou a Câmara de Comércio Alemã são excelentes pintos de partida.

>> Documentos a apresentar no momento da candidatura:

– Carta de motivação: conte o que motiva você, que experiência de liderança já tem e quais são seus objetivos de carreira.
– Plano do projeto: Descreva o projeto que você mesmo desenvolveu e acertou previamente com o anfitrião pretendido. Por que seu projeto é importante para a sociedade e como você poderá construir pontes entre a Alemanha e seu país no futuro?
Extensive Statement, incluindo o contrato de mentoria com seu anfitrião na Alemanha.
– Duas cartas de recomendação (com não mais de 12 meses) de pessoas que podem fornecer informações sobre sua formação profissional, pessoal e / ou acadêmica.

A estadia na Alemanha começa com um curso intensivo obrigatório, nos meses de agosto e setembro de 2021, para você aprender o idioma. A bolsa é concedida por doze meses e começa em outubro, com um seminário introdutório de quatro semanas em Bonn e Berlim, seguido por onze meses de trabalho em seu projeto individual, a partir de novembro. Durante a primavera, você vai fazer uma viagem de estudos de duas semanas pelo país. Outros eventos incluem a reunião anual da Fundação Alexander von Humboldt, com recepção do presidente da república, e uma reunião final em Berlim, que inclui recepção na Federal Chancellery.

>> O que a bolsa oferece:

– Apoio individualizado durante sua estadia na Alemanha
– Ajuda de custo mensal de 2.170 euros, 2.470 euros ou 2.770 euros, dependendo da sua formação e nível de carreira.
– Um curso intensivo de alemão (obrigatório).
– Apoio financeiro adicional para acompanhantes/familiares para despesas de viagem ou para um curso adicional de alemão.
– Amplo suporte da rede de ex-alunos, especialmente para conexões de longo prazo com seus parceiros de cooperação na Alemanha ao longo de toda a sua carreira profissional.

Candidatos potenciais, interessados ​​em desenvolver sua pesquisa na Alemanha, devem se inscrever AQUI. Não se esqueça de ler atentamente todas as instruções oferecidas na página do programa.

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Também oferece assessoria em educação e carreiras internacionais.
Entre em contato: tissen@uol.com.br

Siga o Blog da Tissen no FacebookTwitter e Instagram.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: