Água é assunto de escola

Água é assunto de escola

Do Colégio

08 Outubro 2015 | 11h24

A necessidade de economizar água é uma realidade que afeta o Brasil. Não é de hoje que os reservatórios estão secando. Mas é claro que nos últimos meses o assunto ganhou muito mais espaço no cotidiano nacional, já que, especialmente no sudeste e no centro oeste, os reservatórios de abastecimento chegaram a níveis até então inimagináveis.

A importância da conscientização e do aprendizado do uso sustentável deste recurso natural ganhou o dia a dia de conversas. Todo mundo passou a prestar mais atenção à economia de água. E o assunto não podia ficar fora da sala de aula. O colégio Aprendendo a Aprender implantou o projeto “Água é Vida”, que ensina crianças de 8 a 11 anos.

Cartaz feito por alunos do projeto Água é Vida. Foto: Divulgação

Cartaz feito pelos alunos do projeto Água é Vida. Foto: Divulgação

A iniciativa tem como objetivo estimular as crianças a verificar os gastos com a água utilizada na escola, além de propor soluções de economia. A escola também passou a oferecer palestras aos estudantes e a realizar gincanas com prêmios aos que conseguem atingir metas de economia.

Alunos registram semanalmente o gasto de água do colégio. Foto: Divulgação

Alunos registram semanalmente o gasto de água do colégio. Foto: Divulgação

A professora Mariana Noronha, responsável pelo “Água é Vida”, conta que a ideia teve início com a escassez de chuva em São Paulo, e o nível baixo dos reservatórios. “A escola não poderia ignorar o assunto. Começamos passando para os alunos o conceito da importância da água para o ser humano, por que é tão relevante economizar água, e como podemos fazer nossa parte, tanto na escola quanto em casa”.

No Água é Vida os alunos fazem pesquisas de campo e produzem uma cartilha distribuída aos pais e aos vizinhos dos alunos. O controle do gasto de água na escola é fiscalizado pelo hidrômetro. Os participantes ainda espalham cartazes pelo colégio para conscientizar os colegas sobre importância das novas medidas: fechar a torneira ao escovar os dentes e não brincar com a descarga do banheiro.

Alunos levam suas próprias garrafas de água  para evitar desperdício no bebedouro. Foto: Divulgação

Alunos levam suas próprias garrafas de água para evitar desperdício no bebedouro. Foto: Divulgação

De acordo com a professora Mariana, as ações já surtiram efeito. “Muitos pais já contaram que seus filhos diminuíram o tempo no banho, e ainda deram ‘bronca’ ao ver algo errado em casa, como torneiras abertas e banhos demorados. Algumas crianças também incentivaram os pais a reutilizar a água gasta no dia a dia”.

Se o dever de economizar em casa é ensinado aos estudantes, a escola teria de dar o exemplo. “Colocamos redutores de volume de água nas torneiras, e não lavamos mais as quadras com mangueira. Além disso, incentivamos que cada criança tenha sua própria garrafinha de água. Com isso, observamos nos gráficos do hidrômetro que o consumo na escola diminuiu significativamente”, finaliza Mariana.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação