Congresso Internacional de Matemáticos 2018 pela primeira vez no Brasil

Colégio Albert Sabin

02 Julho 2018 | 15h07

Imagine um hotel hipotético com infinitos quartos, todos ocupados – isto é, todos os quartos contêm um hóspede. Agora, suponha que um novo hóspede chega, toca a sineta da recepção e informa que gostaria de se acomodar no hotel. Se o hotel tivesse apenas um número finito de quartos, então é claro que a solicitação não seria possível, mas como o hotel possui um número infinito de quartos, paradoxalmente, é possível então acomodar mais um hóspede. Como fazer isso? Uma solução seria: se movermos o hóspede do quarto 1 para o quarto 2, o hóspede do quarto 2 para o quarto 3, e assim por diante (simultaneamente), movendo o hóspede do quarto n para o quarto n+1, poderemos acomodar o novo hóspede no quarto 1, que agora estará vago. E se chegassem infinitas pessoas na recepção do hotel buscando por um quarto, seria possível atendê-las*? Esse problema é conhecido por paradoxo do hotel de Hilbert.

David Hilbert (1862-1943) foi um matemático alemão eleito membro estrangeiro da Royal Society em 1928. Hilbert é um dos mais notáveis matemáticos, e os tópicos de suas pesquisas são fundamentais em diversos ramos da matemática atual. Hilbert apresentou, no Congresso Internacional de Matemática de 1900, em Paris, os famosos 23 problemas de Hilbert, muitos deles até hoje ainda não resolvidos. O Congresso Internacional de Matemática teve início em 1897, na Suíça, e desde então acontece quadrienalmente em diferentes países. Esse é o maior e mais importante evento de matemáticos do mundo. Em 2018, pela primeira vez, acontecerá na América Latina, no Rio de Janeiro. Desde 1936, a medalha Fields, prêmio concedido somente a jovens matemáticos de até 40 anos de idade, conquistada pelo brasileiro Arthur Ávila em 2014, é concedida durante o congresso.  O ICM (sigla em inglês para International Congress of Mathematicians) tem como principal objetivo apresentar os avanços recentes em todas as áreas da Matemática, compartilhar experiências e estimular contatos entre os trabalhos de matemáticos ao redor do mundo. O congresso tem um papel muito importante na divulgação da importância da Matemática para a sociedade. As discussões e exposições nesses encontros contribuem para difundir novas áreas de pesquisa e promover intercâmbios de extrema relevância para as descobertas que vão desde os fundamentos da lógica até as aplicações nos campos tradicionais da Álgebra e da Geometria.

Uma série de eventos cercam o biênio da Matemática no Brasil (2017/2018): a Olimpíada Internacional de Matemática (IMO), o 28º Congresso Internacional, o Brasil será o primeiro país a sediar o primeiro ICM da América Latina e do Hemisfério Sul, contando com a participação de 100 países e cerca de 4000 matemáticos. É uma grande honra e uma oportunidade única para todos nós. Mesmo com alguns indicadores apontando que a Matemática básica em nosso país é carente na formação dos jovens, o Brasil faz parte do grupo de honra da União Matemática Internacional, ao lado de países como Japão e Estados Unidos.

As primeiras edições do ICM aconteceram numa encruzilhada histórica, interrompida nos períodos de guerra, em que os próprios fundamentos da Matemática estavam sendo postos à prova. Passados mais de cem anos, apareceram novos desafios pela frente: como tornar a Matemática mais global, mais conhecida e difundida por todo o planeta. O ICM Rio 2018 não só preservará o alto nível científico da série, mas também colaborará para uma nova era de progresso e visibilidade para a Matemática no Brasil e em outros países em desenvolvimento.

Dalson Alves de Lima Graça
 Assessor Pedagógico e Professor de Matemática.

Bibliografia:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Congresso_Internacional_de_Matem%C3%A1ticos
http://www.icm2018.org

*Como alocar um número infinito de quartos: mova o hóspede do quarto 1 para o quarto 2, o hóspede do quarto 2 para o quarto 4, e em geral do quarto n para o quarto 2n, assim todos os quartos de número ímpar estarão livres para os novos hóspedes.