Espanha e Brasil: O investimento direto aumenta!

Estadão

16 Dezembro 2009 | 22h01

Nesta última semana foi emitido o Panorama de Investimento Espanhol na América Latina 2010. O Brasil continua no topo do ranking com 72% das  empresas espanholas pertencentes ao IBEX35 com projetos de investimento no Brasil, seguido de México, Chile e Perú.

O estudo foi feito em parceria pelo IE e pela Kreab & Gavin Anderson. Segundo o estudo, os principais fatores de atração do investimento no caso do Brasil são a expansão do mercado interno e matérias primas. Um ponto considerado de pouca relevância foi a competitividade da mão-de-obra.

O IDE (Investimento Direto Estrangeiro, que poderia ser Investimento Direto Espanhol,  já que este país é o maior investidor no Brasil há pelo menos 3 anos) representa boa chance para o mercado de profissionais hispano-hablantes, com conhecimento em estratégias de penetração e expansão de mercado, pois segundo o estudo, 77% das empresas espera obter crescimento orgânico e  9% afirmou crescer através de M&A (as demais não especificaram).