Sonhos e Crowdfunding: As doações acadêmicas no século 21.
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Sonhos e Crowdfunding: As doações acadêmicas no século 21.

Newton Campos

05 Abril 2016 | 00h17

Há algumas semanas recebi um pedido de ajuda pelo e-mail interno de uma das faculdades onde leciono. Tratava-se de uma campanha de crowdfunding para ajudar um grupo de alunos na busca de um sonho: participar de uma competição internacional na área de direito.

A iniciativa chamou minha atenção: Como será que os alunos estão usando esta ferramenta de captação de recursos para se desenvolver academicamente? Será que tem funcionado? Aguardei o final da campanha e agendei uma conversa com a equipe, formada por cinco alunos de direito da FGV-SP: Leandro Barbosa, Letícia Lopes, Marcela Penhalber, Sofia de Compostela e Victoria Dobri:

Nomes

Crowdfunding para estudar: Victoria, Leandro, Marcela e Letícia da FGV Direito.

1) O que é a competição e porque ela é importante para vocês?

A competição Inter-American Human Rights Moot Court é uma simulação de um julgamento da Corte Interamericana de Direitos Humanos e ocorre baseada num caso hipotético desenvolvido por juízes voluntários. O julgamento consiste na arguição dos representantes das vítimas e do Estado. A competição acontece todos os anos em Washington D.C. (Estados Unidos), com a participação de mais de 120 universidades de todo o mundo.

Para nós, a competição é importante porque nos ajuda não apenas a desenvolver mais conhecimento sobre direito internacional, mas também nos dá a possibilidade de ter contato com os Direitos Humanos, área ainda pouco explorada do Direito. Além disso, nos permite aprender a trabalhar em equipe e conhecer a Corte como um instrumento de mudança social.

2) Como surgiu a ideia de utilizar o crowdfunding?

A ideia foi herdada da equipe anterior a nossa, que representou a faculdade pela primeira vez nesta mesma competição em 2015 e obteve sucesso no crowdfunding. Conseguir recursos financeiros para uma competição como esta ainda é muito difícil. Por outro lado, mesmo com apoios, não conseguiríamos todo o fundo necessário para que toda a equipe fosse para a competição. Por isso pensamos neste meio alternativo de doações em massa.

3) Quanto vocês conseguiram arrecadar? Viabilizou a empreitada?

Conseguimos arrecadar mais de R$11.000,00, aproximadamente 70% da meta, proveniente de mais de 100 doadores. Fizemos a campanha através da plataforma Kikcante (Clique aqui para ver a campanha). Nosso objetivo era alcançar R$16.000,00, mas o valor arrecadado tem ajudado imensamente a viabilizar a nossa ida.

Ainda estamos trabalhando para atingir a meta, mas estando mais próximos dela ficamos mais motivados a completar o orçamento com outras ações tais como rifas, vendas de doces e patrocínio de escritórios de advocacia. Há pouco recebemos a notícia de patrocínio de um importante escritório brasileiro, o Demarest. Quem quiser acompanhar toda a história pode visitar a Página de Facebook da iniciativa.

4) Tirando o dinheiro, o que mais vocês levam desta experiência?

Foi uma experiência muito rica, nos ensinou a conversar com o público e a sermos mais persuasivos e proativos. Também descobrimos que estávamos vendendo um “produto” que definimos como: “ajudar nossa faculdade a representar o Brasil numa competição internacional”. Tivemos que desenvolver estratégias de marketing e constantemente buscar meios novos para divulgar e atrair mais doadores para a campanha. Mais recentemente, estamos tendo a oportunidade de visitar grandes escritórios de advocacia para solicitar patrocínio, o que tem sido muito interessante. Além disso, a iniciativa tem nos ajudado a estreitar laços com professores e alunos, além de nos conferir uma reputação positiva como profissionais do direito.

5) Recomendam o crowdfunding para outros alunos? Podem dar algumas dicas?

Recomendamos fortemente o uso do crowdfunding para financiar iniciativas acadêmicas! Além de ser um meio prático e seguro de doação, também possibilita que pequenas doações tornem-se de grande ajuda. Há muitas possibilidades: apoio a pesquisas, viagens, projetos e trabalhos acadêmicos, cursos de especializaçao, compra de livros ou materiais de pesquisa, etc.

Para quem pretende usar o crowdfunding, nossos conselhos são: ser muito persistente nos pedidos de doação; relembrar todos os dias nas redes sociais e nos meios de convívio sobre a campanha; tentar ser o mais conciso e persuasivo nos textos de divulgação; oferecer recompensas interessantes para os apoiadores e finalmente colocar um viés pessoal nas mensagens, ou seja, permitir que as pessoas percebam que existe um empenho real e autêntico por uma causa. Por exemplo: Publicamos notícias interessantes sobre Direitos Humanos pedindo apoio para a campanha no final da notícia.

Email da equipe: iamootcourtfgv arroba gmail ponto com

***

Para mais info (em inglês):
Twitter sobre assuntos relacionados a educação: @neweduca
Twitter sobre assuntos relacionados a empreendedorismo: @phdnew
Facebook: https://www.facebook.com/newton.campos.phd
Home Page: http://www.newtoncampos.com