As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

MOOCs geram pânico na educação superior americana

Newton Campos

19 Julho 2012 | 09h33

Deu no New York Times (no início dessa semana): “Há pânico [no mercado da educação superior], quer se trate de um pânico sem sentido ou não.” (ver notícia, em inglêsquem não se sentir confortável com a leitura em inglês, recomendo usar o navegador Google Chrome e instalar este tradutor automático).

Desde que comecei a estudar sobre a educação a distância, há alguns anos, ouço falar do tal do MOOC, com bastante frequência. É tipo uma modinha. Algo que ficou maior do que realmente é, na minha opinião. MOOC é a sigla de Massive Open Online Course (algo assim como Curso Online Aberto e em Massa). O Khan Academy, por exemplo, que vimos há pouco por aqui, é um exemplo famoso de MOOC.

Mas o que é realmente o MOOC? Certamente algo que os consultores de educação vão falar que a sua escola ou o departamento de treinamento da sua empresa precisam ter urgentemente, para você ficar preocupado. Aqui vemos um vídeo de 5 minutos sobre esse “mundo perfeito” (em inglês – para legendar em português você pode clicar no botão “CC”, “English” e depois “Translation Captions BETA”):

Interessante. Todo mundo feliz. Mas a parte do MOOC que se refere apenas a conteúdo é limitada, conceitualmente falando. Afinal, as bibliotecas sempre estiveram disponíveis para consulta de livros e vídeos. Sim, existe diferença entre poder fazer isso desde o conforto do sofá da sua casa, ao invés de uma biblioteca. Mas o problema continua o mesmo. Como encontrar e administrar o conteúdo do curso?

No fundo, a parte legal mesmo do MOOC é a que estimula a interatividade das pessoas envolvidas no processo de aprendizagem. Ou seja, coloca todo mundo em contato com todo mundo, de uma forma estruturada. Tem que instalar redes sem fio? Sim. Tem que ensinar as pessoas a usarem os computadores, tablets e smartphones? Sim. Tem que ter “pontos de encontro” online para alunos e professores (tipo o Facebook)? Sim. Mas infelizmente, ainda são pouquíssimos os MOOCs conseguem fazer isso direito.

Por outro lado, já estamos nos conectando e interagindo a distância cada vez mais em nossas vidas, fazendo com que nos tornemos pouco a pouco uma sociedade conectada de qualquer forma. Quem não tem internet em casa? Quem não tem Facebook? O “oráculo” Google responde “tudo”.

Se os professores acham que os alunos estão ficando muito espertinhos (em termos de acesso à informação), imaginem os médicos! Em muitas consultas os pacientes já chegam com “toneladas” de informação sobre suas doenças. Isso sim que é pressão gerada pela “educação online”!

Meu ponto é que o MOOC não vai “pegar”, como moda, muito menos no Brasil. O que vai “pegar” é que vamos nos desenvolver, pouco a pouco, em direção a este tipo de interação contínua. E então a educação – principalmente a educação informal – vai seguir.

Enfim, as empresas, como sempre, vão à dianteira. Os governos, como sempre, vão atrasados. Tenho medo da grande distância que pode ser gerada entre a educação privada e a educação pública no Brasil. Os governos devem se atualizar já.

Curiosamente, há quase 20 anos atrás, a Apple já previa que isso tudo aconteceria, como mostra esse vídeo (em inglês), sem trazer nenhuma sigla complicada para o mundo:

Achei interessante a parte final do vídeo, onde a aparece a “missão educacional da Apple” (em 1995!): “Capacitar o aluno, o professor e o administrador através de tecnologias informáticas poderosas, acessíveis e fáceis de usar, para o aprendizado, o trabalho e a comunicação.”

Não estou reclamando da modinha do termo técnico, acho legal ter um ponto de apoio conceitual para as mudanças que estão acontecendo. Mas como disse recentemente o Prof. Siva Vaidhyanathan, neste post publicado no The Chronical of Higher Education: “MOOCs inform me. But they do not educate me. There is a difference”. I agree.

***

Para mais info (em inglês):
Meu Twitter (education): @neweduca
Meu Twitter (emerging economies): @emergeconomies
Meu Facebook: https://www.facebook.com/newton.campos.phd
Minha Home Page: http://www.newtoncampos.com