USP80: artigos resgatam a história de dez faculdades que ajudam a formar a USP

Este especial reúne o pensamento de um grupo de professores da Universidade de São Paulo que, sob a coordenação do presidente da Comissão dos 80 Anos da USP, José Goldemberg, resumiu em poucas linhas as contribuições de suas faculdades para a ciência e/ou as políticas públicas.

O Estado de S.Paulo

11 Outubro 2014 | 02h06

O resultado compõe um mosaico da influência da melhor universidade da América Latina na vida de milhões de brasileiros ao longo de oito décadas de história.

Goldemberg lembra que o que o jornalista Julio de Mesquita Filho e outros fundadores da universidade tinham em mente ao criá-la está no artigo 2.º do Decreto 6.283, de 25 de janeiro de 1934:

- Promover, pela pesquisa, o progresso da ciência;

- Transmitir, pelo ensino, conhecimentos que enriqueçam ou desenvolvam o espírito ou sejam úteis à vida;

- Formar especialistas em todos os ramos de cultura e técnicos e profissionais em todas as profissões de base científica ou artística;

- Realizar a obra social de vulgarização das ciências, das letras e das artes, por meio de cursos sintéticos, conferências, palestras, difusão pelo rádio, filmes científicos e congêneres.

Desde então, a universidade que tem orçamento maior que o de 90% dos municípios paulistas já graduou mais de 300 mil alunos e outorgou cerca de 45 mil títulos de doutor. E enfrenta vários desafios também pelo tamanho que conquistou: distribuídos por câmpus em sete cidades do Estado e centros de apoio e pesquisa em outros 12 municípios, há quase 90 mil alunos matriculados - 58 mil em cursos de graduação e 28 mil de pós -, além de cerca de 6 mil professores e 16 mil funcionários.

Veja como dez das principais faculdades contribuíram com a formação da USP:

- Faculdade de Direito já formou dez presidentes e 45 governadores

- Esalq: influenciando o cotidiano de brasileiros há mais de um século

- FEA: do pós-guerra à modernização da gestão pública e aos índices econômicos

- Instituto de Física: 8 décadas a serviço do desenvolvimento da ciência brasileira

- FFLCH: reflexões e contribuições para a história científica e intelectual do País

- Museu Paulista: da História Natural à História da Cultura

- Medicina de Ribeirão Preto: 62 anos de reconhecimento no País e no exterior

- Instituto de Educação: 80 anos de compromisso com a formação

- Odontologia de Bauru: iniciativas bem-sucedidas em prol da sociedade

- Politécnica: há 120 anos ajudando no desenvolvimento de São Paulo e do Brasil

Mais conteúdo sobre:
USP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.