USP e Unicamp não utilizarão Enem no resultado do vestibular

Instituições alegam que não haverá tempo hábil para computar as notas das provas, que serão aplicadas em novembro

Estadão.edu

28 Junho 2010 | 10h34

A Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) não utilizarão a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para compor o resultado de seus vestibulares neste ano.

 

"O Enem será realizado muito tarde", afirma Carlos Henrique de Moraes Batalha, coordenador adjunto da Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest).

 

Batalha lembra que o edital do vestibular deste ano já previa que a nota do exame só seria usada se houvesse tempo hábil para computá-la.

 

Como o Enem será realizado nos dias 6 e 7 de novembro, não haverá tempo para considerá-lo na avaliação.

 

Se fosse aplicado até outubro, seria de participação obrigatória e representaria 20% da nota da primeira fase do vestibular da Unicamp, que ocorrerá no dia 21 de novembro.

 

Em nota divulgada nesta segunda-feira, a USP informa que a "fixação das datas de realização do Enem nos dias 6 e 7 de novembro, mais uma vez, inviabiliza o uso das suas notas no exame Vestibular Fuvest 2011", pois "desobedece" o calendário do processo seletivo, estabelecido no início deste ano e "atrelado às datas de matrículas".

 

As universidades, no entando, não descartam a utilização do Enem nos próximos anos.

 

No ano passado, as duas universidade públicas paulistas também não utilizaram a nota do Enem, por causa do atraso na aplicação do exame decorrente do vazamento da prova, revelado pelo Estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.