1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Unicamp compra área de R$ 157 milhões para expandir câmpus

O Estado de S. Paulo

25 Março 2014 | 19h 46

Esta é a segunda maior expansão do campus desde a fundação da Unicamp, em 1966

A universidade Estadual de Campinas (unicamp) concretizou na segunda-feira, dia 24, a compra de uma área de 1,4 milhão de metros quadrados por R$ 157 milhões. O terreno é vizinho ao principal câmpus da instituição, no bairro Barão Geraldo, e servirá para a expansão da universidade - a reitoria não descarta amento no número de vagas da graduação.

A área adquirida corresponde a 60% da extensão atual do campus, que é de 2,4 milhões de metros quadrados. Do espaço total da nova área, 80% poderão ser efetivamente ocupados. Os outros 20% correspondem a áreas de preservação ambiental permanente.

Segundo a Unicamp, a compra foi realizada com recursos orçamentários da própria universidade, provenientes de reserva previdenciária constituída entre janeiro de 2006 a outubro de 2008.

A aquisição foi aprovada pelo Conselho Universitário (Consu), órgão máximo da Unicamp, em junho de 2012. Em maio de 2013, o Governo do Estado declarou a área (pertencente à Fazenda Argentina) de utilidade pública para fins de desapropriação. Por tratar-se de desapropriação amigável, as negociações puderam ser realizadas diretamente entre a Unicamp e os ex-proprietários.

Em termos de área territorial, esta é a segunda maior expansão do campus desde a fundação da Unicamp, em 1966. A primeira ocorreu em 1971, quando o então governador Laudo Natel desapropriou 1,3 milhão de metros quadrados, distribuídos entre cinco propriedades fronteiriças à Unicamp, incluindo uma parte da própria Fazenda Argentina. Aquela ampliação territorial destinou-se à implantação da área de saúde da universidade, que atualmente inclui o Hospital das Clínicas, Gastrocentro, Hemocentro e Hospital da Mulher.