Unesp volta às aulas, mas alunos bloqueiam salas em Franca

Grupo impediu classes em protesto na manhã desta segunda-feira; situação voltou ao normal após encontro com diretoria da unidade

O Estado de .S. Paulo

22 Setembro 2014 | 20h32

 SÃO PAULO - Um grupo de alunos impediu a volta às aulas no câmpus de Franca da Universidade Estadual Paulista (Unesp) nesta segunda-feira, 22, após quase quatro meses de greve. Em protesto por mais bolsas e ações de permanência estudantil, eles bloquearam as salas com cadeiras na Faculdade de Ciências Humanas e Sociais. 

À tarde, representantes dos centros acadêmicos se reuniram com a diretoria da unidade, que se comprometeu a analisar as reivindicações. No fim do dia, os alunos desocuparam as salas e permitiram as atividades noturnas do câmpus. De acordo com a reitoria da Unesp, cerca de 20 pessoas participaram da manifestação. Não houve registro de outros atos. 

O calendário de reposição das classes perdidas será definido por cada uma das unidades em que houve adesão à greve. Professores e funcionários cruzaram os braços em maio contra a proposta dos reitores de congelar os salários das categorias. Após a mobilização, eles conseguiram reajuste de 5,2% em duas parcelas (setembro e dezembro), além de abono de 28,6% para cobrir as perdas com a inflação desde o início da negociação do dissídio. 

Mais conteúdo sobre:
unesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.