UFSCar proíbe entrada de estranhos no câmpus

Medida emergencial vale para o período noturno e foi anunciada nesta segunda (21) para evitar furtos e roubos

Rene Moreira - Especial para o Estado, O Estado de S. Paulo

21 Julho 2014 | 16h52

FRANCA - A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) anunciou nesta segunda-feira, 21, que a partir de agora está proibida a entrada de estranhos no câmpus no período noturno. A partir das 19h somente membros da comunidade universitária, com a apresentação de documento de identificação, poderão cruzar o portão.

O motivo, segundo a direção da universidade, visa a garantia das condições de segurança pessoal e patrimonial. "Nas últimas semanas foram registradas graves ocorrências nas dependências da universidade, incluindo roubos e furtos; comércio de drogas ilícitas; ameaças a transeuntes e depredação de instalações, dentre outras", diz o comunicado.

A medida foi aprovada na sexta-feira, 18, em reunião do Conselho Universitário (ConsUni). O câmpus conta com diversas áreas e muitas delas eram frequentadas também pela população, incluindo, os espaços de shows e festas. De acordo com o conselho, a implantação do controle de acesso é uma medida emergencial até o final de agosto, ocasião em que haverá uma nova reunião para debater os procedimentos definitivos.

Roubo. Há menos de um mês uma estudante de 22 anos foi assaltada durante uma festa no chamado "Palquinho", dentro da UFSCar, quando ia ao banheiro. Além de agredida, ela ficou sem a bolsa com dinheiro, documentos e telefone celular. Ninguém foi preso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.