Tiago Facina/Divulgação
Tiago Facina/Divulgação

Uerj volta a adiar início das aulas por 'condições precárias'

Reitoria emitiu comunicado nesta segunda; calendário letivo da universidade está atrasado em um semestre

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

31 Julho 2017 | 20h41

RIO - Após uma reunião com diretores das faculdades, a reitoria da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) anunciou nesta segunda-feira, 31, que as aulas na instituição, previstas para recomeçar nesta terça-feira, 1º, não serão retomadas por enquanto por causa das "precárias condições de funcionamento da Universidade”.

“As condições de manutenção da universidade degradam-se cada vez mais com o não pagamento das empresas terceirizadas, contratadas por meio de licitação pública: limpeza, vigilância e coleta de lixo estão restritas, além de o restaurante universitário permanecer fechado”, afirma nota divulgada pela Uerj.

“Somam-se a isso os atrasos salariais dos servidores técnico-administrativos e docentes da universidade (meses de maio, junho e - já nos próximos dias - julho, bem como o não pagamento do 13º salário do ano de 2016), os atrasos no pagamento de diversas bolsas, de docentes e alunos, incluindo os cotistas, estes últimos especialmente punidos pela impossibilidade de deslocamento à universidade ou de condições mínimas para prover a própria subsistência”, continua o texto.

“No primeiro semestre de 2017, em consideração aos nossos estudantes e à população fluminense, trabalhamos enfrentando todas essas adversidades que, a cada dia, se acentuam. Reconhecemos que, neste momento, não podemos mais aceitar tal sacrifício de nossos servidores e de suas famílias. Atingimos um patamar insuportável que impede a universidade de bem exercer suas funções de ensino, pesquisa e extensão. Também o nosso Hospital Universitário Pedro Ernesto padece do mesmo problema e funciona com limitações quase impeditivas, diminuindo amplamente o atendimento à população”, segue a nota.

Por causa de paralisações anteriores, o calendário letivo da Uerj está atrasado em um semestre. Por isso, as aulas deste semestre vão corresponder ao primeiro semestre de 2017.

Não foi definida nenhuma data para que as aulas sejam retomadas. “À medida que surjam novos fatos, voltaremos a nos manifestar acerca do início das aulas”, afirma a direção da Uerj. “Adiar o início das aulas não é parar a Uerj! Nossa universidade permanece aberta e vida!”, conclui o texto.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.