Três unidades da USP sugerem entrada de alunos pelo Enem

Universidade discute métodos alternativos de ingresso; se aprovadas, mudanças já valerão para o próximo vestibular

O Estado de S. Paulo

19 Novembro 2014 | 11h23

SÃO PAULO - Três das 42 unidades da USP já sugeriram adesão da universidade ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como método alternativo de ingresso, em resposta a questionário da Pró-Reitoria de Graduação. A USP decidiu neste ano discutir outros mecanismos de entrada na instituição, além da Fuvest.

Segundo o pró-reitor da USP, Antônio Carlos Hernandes, as mudanças serão debatidas até julho de 2015 pelo Conselho de Graduação. As alterações aprovadas já valerão no vestibular seguinte. Além do uso da nota do Enem, as três unidades sugeriram colocar parte das vagas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), plataforma do Ministério da Educação que reúne vagas no ensino superior público.

"Três unidades trabalham com a perspectiva de participação no Sisu", afirma Hernandes.. "Tudo isso vai ser levado para o Conselho de Graduação", explicou nessa terça-feira, 18, o pró-reitor, que aguarda respostas das outras faculdades.

Cada curso poderá ter uma fração diferente de cadeiras ofertadas via Enem, de acordo com a decisão dos órgãos colegiados. Uma das unidades ainda recomendou uma categoria de bonificação voltada para alunos medalhistas em olimpíadas científicas.

Mais conteúdo sobre:
usp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.