TCU decide abrir investigação sobre vazamento do Enem

Medida tem como objetivo checar os problemas que levaram ao vazamento e verificar opções adotadas pelo MEC

Marcelo de Moraes, de O Estado de S. Paulo,

07 Outubro 2009 | 15h38

O plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou nesta quarta-feira, 7, por unanimidade, a realização de uma investigação sobre o vazamento da prova do Enem, ocorrido na semana passada. A medida foi apresentada pelo ministro José Jorge e tem como objetivo não apenas checar os problemas que levaram ao vazamento da prova, mas também verificar as opções adotadas pelo Ministério da Educação (MEC) para a reorganização do Enem 2009.

 

Veja também

linkNova data do Enem atrapalha outros vestibulares

link Professores recomendam estudar; tire suas dúvidas

link Na web, alunos lamentam e festejam cancelamento

link Enem fraudado é disponibilizado para simulados pelo MEC

linkSuspeito conta na PF que guardou Enem na cueca

linkForça tarefa vai garantir segurança do Enem, diz Haddad

linkFracasso do Enem prejudica o Brasil, diz Serra

linkAcompanhe as notícias sobre o Enem e veja a prova cancelada no Estadão.edu

blog Blog da Renata Cafardo: Bastidores do vazamento do Enem

video TV Estadão: Ministro da Educação fala sobre vazamento

 

A investigação a ser aberta pelo TCU ainda não tem prazo ser concluída. Será iniciada a fase de levantamento de informações sobre a responsabilidade pelos custos adicionais que o vazamento das provas provocou bem como os motivos que ensejaram o fracasso do Enem. No pedido, o ministro José Jorge diz que "é preciso verificar, por exemplo, se o MEC se cercou de garantias contra eventuais falhas na execução contratual".

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.