STF deve julgar nesta 4ª última ação sobre cotas raciais

Recurso extraordiário contesta constitucionalidade da reserva de vagas

Estadão.edu,

09 Maio 2012 | 14h03

O Supremo Tribunal Federal (STF) julga na tarde desta quarta-feira, 9, a terceira e última ação referente à constitucionalidade das cotas raciais no Brasil. Os juízes já decidiram que o sistema é válido tanto no ProUni (Programa Universidade para Todos) como na UnB (Universidade de Brasília).

Hoje, no entanto, o Supremo vai analisar um recurso semelhante, apresentado pelo estudante Giovane Pasqualito Fialho, que entrou com uma ação na Justiça em 2010 por não ter sido aprovado no vestibularda da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, apesar de ter tido uma pontuação superior de candidatos selecionados pelo sistema de cotas. A universidade separa 30% das vagas para quem estudou na rede pública - metade dessa cota é destinada aos candidatos que se declararem negros na inscrição.

Para saber mais sobre a sessão, acompanhe o blog do Estadão.edu.

Mais conteúdo sobre:
STF cotas raciais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.