Sociólogo Mauricio Murad indica os seus quatro livros prediletos

Autor e professor da UERJ conta que obras não faltam em sua estante na seção "Minha Biblioteca" do caderno Estadão.edu

Estadão.edu, O Estado de S. Paulo

16 Setembro 2014 | 03h00

1. O Amor nos Tempos do Cólera,de Gabriel García Márquez

Belíssimo livro que trata de duas dimensões fundamentais da vida: o amor e a passagem do tempo. Além disso, o texto é maravilhoso com relação à fidelidade que devemos ter nas pessoas.

2. Casa Grande & Senzala, de Gilberto Freyre

Trata da formação histórica, cultural e social do Brasil. Acho muitíssimo importante por ser o livro fundador de uma compreensão do nosso País, de nossos fundamentos históricos, dilemas e contradições.

3. Ensaio Sobre a Cegueira, de José Saramago

Metáfora muito rica de como a existência pode caminhar para uma barbárie quando não se tem consciência da vida, do humano e da existência. Como as pessoas podem se animalizar quando não enxergam as coisas.

4. Sísifo Desce a Montanha, de Affonso Romano de Sant’Anna

Um dos grandes poetas e, para mim, o herdeiro de Drummond. Poética belíssima em torno daquela que talvez seja a maior angústia humana: a morte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.