MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS-26/11/2014
MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS-26/11/2014

Show Medicina vai ter um espaço de 'divulgação' na USP

Apesar de suspenso, a universidade entende que a divulgação do evento é permitida; para o MPE, não pode haver apresentação

Luiz Fernando Toledo, O Estado de S.Paulo

11 Fevereiro 2016 | 10h10

SÃO PAULO - O tradicional Show Medicina, festa com realização suspensa na Universidade de São Paulo (USP) desde o ano passado, ainda terá espaço na instituição para conversar e explicar o evento aos calouros durante o período de matrícula, a partir desta quinta-feira, 11. A concessão do espaço, em uma área do Centro Acadêmico dos alunos, tem provocado críticas de coletivos estudantis. 

A realização do Show na USP foi suspensa por tempo indeterminado após recomendação do Ministério Público Estadual (MPE). A festa, uma espécie de teatro com sátiras entre estudantes, foi alvo de investigações e de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) por relatos de trote, humilhação e assédio sexual. 

Apesar do veto, a USP entende que a divulgação do show é permitida. Para o MPE, se houver algum tipo de apresentação na USP, será um descumprimento da medida. 

Medidas.  Além da suspensão do evento, a recomendação do MPE previa a abertura de sindicância administrativa para apurar eventuais abusos que teriam ocorrido no show - ação que a universidade, procurada, não confirmou se fez - e também a mudança do formato do Show Medicina, que, segundo apurou o órgão, só permite a participação de homens no processo criativo e apresentação, "reservando-se às mulheres a costura dos figurinos, em espaço segregado".

Ao Estado, o diretor do Show Medicina, Lucas Severo Pecorino, afirmou que não sabe como nem onde o evento será realizado neste ano. "Não possuímos data nem local." Ele informou que o grupo está "negociando" com o MPE sobre as recomendações emitidas. O grupo já enviou uma contraproposta  ao órgão, que ainda não foi respondida. 

Ele negou que haverá divulgação do Show Medicina para os calouros, já que não existe um dia específico para que o evento ocorra, mas admitiu que o grupo conversará com os novos alunos em um espaço onde outras entidades estudantis se apresentam, como a Atlética e o Centro Acadêmico. "Só ficaremos no espaço conversando com os calouros", disse. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.