Secretaria da Educação paga mais de R$ 590 milhões em bônus

Mais de 83% das escolas cumpriram ou ultrapassaram as metas estabelecidas no Idesp

Estadão.edu,

28 Março 2013 | 11h13

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo pagará nesta quinta-feira, 28, R$ 590,2 milhões em bônus a 205.869 servidores de 4.183 escolas estaduais que cumpriram ou ultrapassaram em 2012 as metas de desempenho do Idesp, o Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo. A bonificação chega até 2,9 vezes o valor dos salários recebidos pelos professores e os profissionais de educação. Dos 163.824 integrantes do magistério que serão contemplados, cerca de 158 mil são professores.

 

Com relação ao pagamento feito em março de 2012, houve um aumento do número de profissionais que receberam mais de R$ 5.000 e de R$ 8.000: neste ano, 14,08% dos servidores ganharão de R$ 5.000 a R$ 8.000, sendo que em 2012 o percentual foi de 12,2%. Enquanto no ano passado 3% dos profissionais foram bonificados com mais de R$ 8.000,00, neste ano 4,81% dos funcionários serão contemplados com montantes superiores a esse.

 

A base para o cálculo do bônus é o desempenho das escolas no Idesp, que no ano passado foi de 2,59 consideradas as médias de todos os níveis de ensino. O Ensino Médio se destacou, apresentando um aumento de 1,78, em 2011, para 1,91, em 2012.

 

As 4.183 unidades que atingiram ou superaram as metas estabelecidas para 2012 representam 83,7% das 4.997 escolas que participaram do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp) no fim do ano passado. Das 4.183 unidades bonificadas, 2.676 são de Ensino Médio. O número de escolas neste nível que atingiram ou superaram suas metas é maior em relação ao ano passado.

 

Como é calculado o bônus

A bonificação é calculada de acordo com a evolução do Idesp de cada uma das cerca de 5.000 escolas estaduais. Cada unidade recebe, anualmente, uma meta específica definida a partir de sua própria realidade. O Idesp leva em conta os resultados das provas do Saresp e também dados de fluxo escolar.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.