Reprodução
Reprodução

Reforço escolar online

Na reta final de preparação, vestibulandos buscam serviços de tira-dúvidas na web

Luiza Vieira e Marcio Dolzan, Especial para o Estadão.edu,

27 Novembro 2012 | 01h40

Sites que oferecem reforço escolar e serviços de tira-dúvidas online para preparar alunos para vestibulares têm registrado aumento de até 80% no volume de acessos. Preços populares e a flexibilidade de horários estão por trás do crescimento da modalidade no País.

A paulistana Deliane Francine Dias, de 17 anos, estuda em uma escola estadual e encontrou em um dos sites a explicação que faltava em sala de aula. “Principalmente em Humanas, o conteúdo foi muito escasso. Os professores faltam muito.” Ela credita ao reforço online o bom desempenho na primeira fase do exame da Unesp, onde tenta vaga no curso de Design.

Criado em março de 2011, o Descomplica é voltado para estudantes de ensino médio. Oferece quase 3 mil aulas em oito disciplinas, por cerca de R$ 20 mensais. “Nosso objetivo é dar oportunidade para uma grande massa de alunos que não poderia pagar por um cursinho”, afirma Marco Fisbhen, professor de física e criador do site.

O Descomplica tem sede no Rio. Para atender à demanda crescente - foram cerca de 600 mil visitantes em outubro -, Fisbhen agora está buscando professores de outros pontos do País, para atender às exigências regionais dos exames.

Pioneiro

O Portal Educação é um dos sites mais antigos do ramo. No ar desde 2001, é bastante diversificado. No começo, a página oferecia apenas cursos de Farmácia, mas hoje abrange 32 áreas de conhecimento. “Procuramos tornar a educação online mais divertida e interessante que o estudo presencial”, diz André Akagi, diretor de Inovação da empresa. Há cinco meses o site criou um curso focado no Enem, em que o aluno adquire um pacote de aulas específico para as provas. Só com isso, atraiu cerca de 50 assinantes.

Outro site, o Professores de Plantão, surgiu de uma parceria entre a engenheira Érica Hoeveler e a administradora pública Cinthia Gaban. A página conta com mais de mil professores cadastrados, que se revezam para tirar dúvidas dos alunos 24 horas por dia. “Não é preciso marcar com antecedência. O site acha um professor para ajudar o aluno de forma imediata, ideal para quem tem prova no dia seguinte”, diz Érica. Apesar de recente - foi lançado em outubro -, o Professores de Plantão já tem mais de 800 cadastrados.

Em alta

Lançado numa escola catarinense em 2009, o site Seu Professor hoje oferece seus serviços a outras escolas ou assinantes individuais. O foco é no reforço escolar: o aluno pode enviar dúvidas para serem respondidas por um dos 152 professores da equipe. “Sala de pré-vestibular é cheia, não é comum que o aluno tire dúvidas. Ele tem vergonha ou não consegue”, diz Gabriel Alexandre Costa, diretor pedagógico do portal. Apesar de o público do Seu Professor ser formado por alunos do ensino fundamental e médio, são os vestibulandos - cerca de 7% dos assinantes - os que mais interagem. Segundo Costa, eles são muito mais ativos do que alunos do 1º ano do ensino médio, que só costumam acessar o tira-dúvidas, a principal ferramenta do site, na semana de prova. O plano anual de assinatura sai por cerca de R$ 100. Há a possibilidade ainda de pacotes mensais. Costa afirma que os meses de maior movimento são novembro e dezembro. Nos dias que antecederam o Enem, por exemplo, o site registrou aumento de 80% no número de consultas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.