Redação do vestibular da Direito GV pede análise do capitalismo

Estudantes tiveram apoio de citações de obras clássicas e tiras de cartum

Estadão.edu,

11 Novembro 2012 | 18h24

Karl Marx, Laerte, Oswald de Andrade e Eric Hobsbawn. Foi a partir de menções a obras destes pensadores e artistas que os candidatos ao curso de Direito da FGV-SP tiveram de escrever a redação do vestibular neste domingo, 11. A coletânea trazia trecho de poesia de Oswald de Andrade, partes do Manifesto do Partido Comunista, tiras de Laerte e excerto de A Era dos Extremos: o Breve Século XX, do historiador britânico Eric Hobsbawn, morto em outubro. O estudante precisou redigir um texto dissertativo sobre o tema "O atual triunfo do capitalismo: consequências e perspectivas".

 

A redação faz parte da primeira etapa do processo seletivo, que teve ainda as provas dissertativas de língua portuguesa e inglês. O exame ocorreu em São Paulo, Campinas e Ribeirão Preto e o índice de presença foi de 68,5%. A segunda prova da primeira fase será realizada na quinta-feira, 15, com os exames de história, geografia, raciocínio lógico-matemático e de artes e questões contemporâneas.

 

Para a nova prova de artes, além de obras tradicionais como A Metamorfose, de Franz Kafka, a organização do vestibular pediu para os candidatos estudarem músicas como Rehab, de Amy Winehouse, e Burguesinha, de Seu Jorge. Segundo a Direito GV, a ideia é que os alunos possam articular a realidade social à produção cultural.

 

Já as questões contemporâneas trabalhadas na prova serão a globalização e a transição da modernidade para a pós-modernidade. Para abordar os temas, a banca sugere a leitura de Marx e livros do sociólogo Anthony Giddens e do filósofo Emmanuel Kant.

 

Ao todo, a escola recebeu 2.060 inscrições para o processo seletivo de 2013. São oferecidas 60 vagas.

 

Os candidatos aprovados na primeira fase serão convocados para participar da segunda, que consiste em um exame oral, em data e hora determinados pela coordenação do vestibular, sem possibilidade de remarcação. A próxima fase ocorre entre os dias 10 e 14 de dezembro, apenas em São Paulo.

 

A primeira chamada de aprovados e a lista de espera deverão sair em 21 de dezembro.

 

* Atualizada à 0h06 do dia 12/11

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.