Ranking revela os assuntos mais frequentes na história do Enem

Universia fez mapeamento das 13 edições da prova e aponta conclusões sobre língua portuguesa

Juliana Deodoro, Especial para o Estadão.edu,

19 Abril 2012 | 23h53

Interpretação de texto e modernismo são os temas mais recorrentes na prova de língua portuguesa do Enem. Gramática, por sua vez, é apenas o quarto assunto mais abordado no exame. É o que aponta mapeamento feito pela Universia Brasil, rede de cooperação universitária, que reuniu e analisou todas as questões das 13 edições da prova. Nos próximos meses, a rede publicará informações sobre as outras provas, a começar pela de redação, em maio.

 

“Coletamos todas as provas e percebemos que alguns temas se repetiam”, conta Bruna Delprete, assistente de conteúdo da Universia Brasil. Além da interpretação de texto, a rede identificou que o exame de português também cobra com frequência interpretação de charges, publicidades, poemas, músicas, infográficos, gráficos e crônicas. Este tipo de questão ficou em terceiro lugar no ranking.

 

Os outros dois temas identificados como recorrentes são bem específicos: variação linguística e funções de linguagem. A variação linguística pode ser histórica, geográfica, sociocultural e situacional. A mais cobrada pelo Enem, a geográfica, se dá quando a língua muda de um lugar para outro. No Brasil, por exemplo, falamos ônibus e em Portugal, é autocarro.

 

Segundo Bruna, o mapeamento não garante quais serão os temas das próximas provas, mas mostra as tendências. “O estudante não deve deixar tudo de lado e estudar só isso, mas, sabendo quais são os assuntos preferidos do Enem, ele tem a chance de se aprimorar”, afirma. A Universia Brasil divulgará ainda o mapeamento feito nas provas de matemática, Ciências Humanas e Ciências da Natureza. Questionada se há alguma surpresa nos outros exames, Bruna afirma: “Tudo é uma surpresa”.

 

Confira abaixo os seis assuntos mais tratados na prova de língua portuguesa nos 13 anos de Enem:

 

1.º lugar - Interpretação de texto

Como já é sabido, o Enem é uma prova menos decorativa e mais lógica e a interpretação de texto é o forte do exame.

 

2.º lugar - Modernismo

Modernismo inclui o movimento e todos os poetas e escritores que fazem parte dele, como Oswald de Andrade, Fernando Pessoa e Manuel Bandeira. A Universia aposta que este ano o escritor Jorge Amado, que completaria 100 anos em 2012, motive questões da prova.

 

3.º lugar - Outros tipos de interpretação

Interpretação de charges, publicidades, poemas, músicas, infográficos, gráficos e crônicas.

 

4.º lugar - Gramática

A gramática geralmente está diluída em perguntas de interpretação de texto e questões que cobram figuras de linguagem, pronomes, colocação pronominal, vocativo, aposto, artigo, conjunção e o novo acordo ortográfico são as mais comuns.

 

5.º lugar - Variação linguística

São quatro tipos de variações linguísticas: a histórica, geográfica, a sociocultural e situacional. A mais cobrada no Enem é a geográfica.

 

6.º lugar - Funções da linguagem

A evolução porcentual da matéria nas provas foi crescente e por isso é um assunto provável de ser cada vez mais demandado. São seis funções da linguagem: emotiva, referencial, apelativa, fática, poética e metalinguística. 

Mais conteúdo sobre:
Enem

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.